Recuperandos da APAC de Frutal contribuem em reformas de avenida

Recuperandos da Associação de Proteção e Assistência aos Condenados de Frutal – APAC, colaboraram com os trabalhos de recuperação dos trechos da Av. Homero Alves, no centro da cidade. De acordo com a Prefeita de Frutal, Maria Cecília Marchi Borges, a obra de recuperação dos trechos teve supervisão da Secretaria de Obras Municipais, participação de servidores da logística, do pátio e de alguns recuperandos do regime semiaberto da APAC.

Os trabalhos realizados foram a limpeza do canal, retirada de terra, construção do muro de arrimo, jardinagem, pintura e acabamento final. “Solicitamos a colaboração da mão-de-obra dos recuperandos da APAC, porque sentimos que seria extremamente importante esse reforço e sabemos que damos a oportunidade aos recuperandos de mostrarem que são importantes para a sociedade, que prestam um bom serviço ao município e sem nenhum custo. Agradecemos imensamente os trabalhos realizados pela APAC de Frutal, que é de grande importância na restauração desses cidadãos que estão em cumprimento de pena digna, com objetivo de devolvê-los melhor para a sociedade.” Ressaltou a Prefeita Ciça.

Em parceria com as APACs masculina e feminina de Frutal, a Prefeitura emprega temporariamente vários recuperandos do regime semiaberto com autorização ao trabalho externo e sempre conta com o apoio dos demais recuperandos na forma de voluntários, como foi o caso da reforma do trecho da Avenida Homero Alves.

Em seguida, o grupo de voluntários iniciará a reforma de outro patrimônio público da cidade, o Terminal Rodoviário.

(Jadiael Lino – Assessor de Imprensa APACs de Frutal).

APAC de Paracatu homenageia ex-recuperando Osvaldo

A perseverança de um apaqueano

A vida é feita de momentos e de escolhas. A alguns anos atrás, Osvaldo Benedito Ferreira Souto cumpria condenação penal no Centro de Reintegração Social da APAC de Paracatu.

Em seus longos testemunhos, ele conta que não foi uma tarefa fácil cumprir pena. Disse que por várias vezes pensou em desistir, mas perseverou em sua opção de mudar de vida.

Após atingir o benefício da liberdade condicional, pediu ao juiz, Dr. João Ary, que continuasse preso na APAC, pois ainda não havia terminado de ajudar a colocar o piso do Centro de Reintegração Social da APAC, compromisso que tinha assumido com a direção da APAC.

Tendo sua liberdade condicional adiada, Osvaldo permaneceu preso por mais quatro meses, colocando o piso da APAC. Muitos de seus companheiros o chamaram de louco por não ir embora. Sua família também não compreendeu seus motivos, pois ansiava por seu retorno. Porém Deus tinha plantado a semente da gratidão no seu coração.

Hoje, dia 29 de agosto de 2020, passados 10 anos destes fatos, Osvaldo vestiu a toga, colocou seu capelo e pegou seu suado diploma de Bacharel em Ciências Contábeis, com o suor da sua mãe, seu esforço e incentivo da sua família. Osvaldo é um vencedor. 

 

"Receba o abraço apaqueano dos recuperandos, do presidente da APAC, Eurípedes Tobias, dos membros da diretoria, dos voluntarios, e nossa equipe de funcionários. São votos de felicidades e parabéns pelo orgulho proporcionado a todos que acreditaram na sua recuperação, e o carinho dos recuperandos que você tem a missão de educar. Estamos Juntos!" Mensagem enviada pela APAC para Osvaldo.

"Estou muito feliz. Muito obrigado pela mensagem que me enviaram. Eu não sabia que era tão querido. Deus é bom demais. Estou derrubado de tanta felicidade. Não há ninguém insignificante para Deus. Nem na droga eu consegui um extase, como este que estou tendo agora. Deus caprixou comigo. Deus encheu meu depósito. Muito obrigado." Disse Osvaldo, muito emocionado.

 

Jornada da Esperança - Celebração dos 40 anos do Servo de Deus e Mártire das APACs - Franz de Castro Holzwarth

No dia 28 de agosto, a FBAC organizou trasmissão online para todos os recuperandos, recuperandas, voluntários, funcionários, parceiros e amigos das APACs. Chamada "A Hora da APAC", a trasmissão, objetivou motivar as APACs em sua caminhada e propor a "Jornada da Esperança." 

A Jornada da Esperança tem por objetivo celebrar os 40 anos do Servo de Deus e Mártire das APACs, Franz de Castro Holzwarth. Franz de Castro foi morto em 14 de fevereiro de 1981, quando intermediou uma rebelião no presídio de Jacareí/SP. Tomando o lugar do refém, teve seu carro baleado com mais de 30 tiros.

Valdeci Ferreira, Diretor Geral da FBAC, explicou a todos os presentes o sentido da Jornada da Esperança e convidou para o início da jornada, que acontecerá no dia 11 de setembro em São José dos Campos/SP, às 14 horas, onde todos os presentes irão participar de um momento de oração no túmulo de Dr. Mário Ottoboni e sua Esposa Maria Aparecida Candelária Ottoboni, e depois irão caminhando para a igreja matriz, que está nas proximidades. Ao final da Celebração Eucarística uma cruz e uma foto de Franz de Castro Holzwarth serão abençoadas e irão peregrinar por todas as APACs do Brasil, começando com as APACs da região Sul de Minas Gerais.

As APACs, ao receber a cruz, irão organizar momentos de oração, reflexão, celebrações e atividades diversas, a fim de agradecer a Deus o dom da vida de Franz de Castro. Tendo em consideração o momento de pandemia que vivemos, cada APAC irá tomar todos os cuidados possíveis, quanto á higienização e distanciamento social necessário. 

FBAC realiza primeiro curso para recuperandas na APAC feminina de BH

Seguindo todas as orientações de distanciamente social e cuidados diante da pandemia, a FBAC realizou o primeiro curso para recuperandas na APAC feminina de Belo Horizonte, dos dias 24 a 26 de agosto. O evento contou com a participação de 69 recuperandas e dos colaboradores da APAC, além de estudantes de medicina, que, atulmente, realizam trabalho de acompanhamento das recuperandas na APAC.

Valdeci Antônio Ferreira, Diretor Geral da FBAC, coordenou a cerimônia de abertura. Estiveram presentes também, Dr. Marcelo Lucas Pereira, juiz da Comarca de Belo Horizonte, Dr. Marcelo José Gonçalves da Costa, presidente da APAC e Maurílio Leite Pedrosa, vice-presidente da APAC e coordenador do Instituto Minas pela Paz.

Dr. Marcelo José expressou sua alegria pela realização do evento: "Quero registrar minha felicidade porque hoje a APAC feminina de Belo Horizonte é uma realidade. Cuidamos de tudo com muito carinho para que fosse um espaço de recuperação para vocês recuperandas. Ótimo curso para vocês."

"Estamos aqui diante de uma equipe da FBAC altamente qualificada. Escutem o que  eles irão falar para vocês. Estão aqui para ajudar. Obrigado Valdeci e equipe da FBAC por realizar este curso em nossa APAC." Disse Dr. Marcelo Lucas. 

Maurílio Pedrosa disse para as recuperandas que a APAC é "uma casa de acolhida, que foi preparada com muito carinho e trabalho para receber as recuperandas e lhes proporcionar um ambiente propício para sua recuperação."

Valdeci agradeceu a acolhida do juiz da Comarca, da direção da APAC, dos colaboradores e das recuperandas. Valdeci disse que a APAC de Belo Horizonte foi possível somente por causa de muitas mãos que não mediram esforços para que se tornasse realidade e a FBAC estava muito feliz por realizar este primeiro curso para as recuperandas.

 

A APAC FEMININA DE BELO HORIZONTE

O Centro de Reintegração Social da APAC Feminina de Belo Horizonte iniciou suas atividades oficialmente nesta terça-feira, 12 de maio de 2020, ao acolher as cinco primeiras recuperandas, que, apesar de serem de Belo Horizonte, encontravam-se cumprindo pena nas APACs de Itaúna e Rio Piracicaba.

Primeira APAC feminina em uma capital, com capacidade para acolher 150 recuperandas, nos diferentes regimes de cumprimento de pena, APAC irá receber as recuperandas, gradativamente, por alguns meses, até que atinja sua capacidade máxima.

O prédio, cedido pela Prefeitura de Belo Horizonte, foi totalmente reformado e adaptado com recursos de Penas Pecuniárias do Tribunal de Justiça (TJMG). Destaca-se o grande esforço de Dr. Luiz Carlos e Dr. Tomaz de Aquino para que a APAC se tornasse realidade.

 

O CURSO DO MÉTODO APAC 
O Curso do Método APAC para recuperandas visa capacitar as recuperandas sobre a metodologia utilizada na APAC. Desta forma, as próprias recuperandas serão formadoras de outras recuperandas. Realizado uma vez por ano, o curso aborda vários temas: História das APACs; Expansão das APACs em MG; Expansão das APACs no Brasil e no mundo; 12 elementos do Método APAC; Regulamentos e normas da APAC; Procedimentos utilizados na APAC; papel dos recuperandos na APAC, entre outros.

 

 

APAC de Cachoeiro de Itapemirim realiza avaliação de desempenho com seus colaboradores

A APAC Feminina de Cachoeiro de Itapemirim - ES, que administra o CRS masculino, realizou no dia 24 de agosto, uma avaliação de desempenho e conhecimento específico do Método APAC com seus colaboradores.

Este processo é um compromisso desta gestão com o objetivo de estar cada vez mais buscando, junto aos seus colaboradores o conhecimento do Método APAC e o crescimento pessoal e profissional por meio de leitura e estudo.

A bibliografia utilizada foi: "Vamos Matar o Criminoso?", "Método APAC", "Juntando Cacos e Resgatando Vidas", "O Preso Poderá Condená-lo" e o "Código de Ética e de Conduta das APAC's."

"O mundo necessita de gente que ama o que faz!" Ademir Torres, presidente da APAC

Other news

An angel interceding for us

23-02-2016

Valdeci I remember kindly our dear Glory. His unconditional love and his passion for the...

Read more

Outpatient care implementation in APAC of Caratinga

12-01-2016

Dr. Igor de Oliveira, respected doctor in our city of Caratinga for his humanitarian attitudes...

Read more

FBAC realises on-line meeting with Presidents of APACs

01-09-2015

It was realised in the night of this Monday (31/08/2015) the first meeting online between...

Read more

Partners

  • assmg.jpg
  • avsi.jpg
  • avsibrasil.jpg
  • governoMA.jpg
  • isvor.jpg
  • logogoverno.png
  • melt.jpg
  • MinaspelaPaz.jpg
  • mpmg.jpg
  • Novos rumos.jpg
  • seapmg.jpg
  • senac.jpg
  • sociedadebiblicadobrasil.JPG
  • tioflavio.jpg
  • tjma.jpg
  • tjmg.png
  • UE.jpg