Recuperandos da APAC de Manhuaçu fazem curso de pedreiro

Nesta quinta-feira, dia 29, a Associação de Proteção e Assistência aos Condenados de Manhuaçu (APAC) realizará a aula inaugural do curso de Pedreiro de Alvenaria, realizado pelo SESI Minas.

Fruto de uma parceria da APAC com o Minas Pela Paz, Tribunal de Justiça de Minas Gerais e a Fraternidade Brasileira de Assistência aos Condenados, por meio do Programa Regresso e o Programa Escola Móvel do Sesi/Senai, a iniciativa pretende qualificar 40 recuperandos privados de liberdade que então poderão buscar uma colocação no mercado de trabalho. Este será o primeiro curso do ano de uma série de cursos em parceria do Minas Pela Paz com o Sesi em todo o estado.

Para o gerente de projetos do Minas Pela Paz, Enéas Melo, "estudos comprovam que egressos que trabalham têm probabilidade 63% menor de reincidir quando comparados com os que não trabalham." Já para a gerente do programa Escola Móvel do SESI/SENAI, a parceria com o instituto é fundamental para alcançar pessoas que necessitam de apoio: "Nossa parceria com o Instituto Minas pela Paz nos permite ir além ao conseguirmos atuar uma parcela de nossa sociedade que precisa, ainda mais, desta oportunidade, deste crédito, deste certificado: os recuperandos das APACs."

O atual momento do mercado de trabalho da construção civil é totalmente propício para a formação de mão de obra qualificada, como é o caso dos recuperandos da APAC de Manhuaçu que estão sendo capacitados. "O mercado de trabalho, principalmente o da construção civil, passa por um momento de crescimento e a busca por profissionais capacitados é intensa, o que demonstra a necessidade de qualificação. Os recuperandos estão ansiosos com a proposta de qualificação apresentada e dispostos a aprender, o que na minha visão é o mais importante", avalia Walteir José da Silva - Juiz de Direito da Vara Criminal, Vara de Execuções Penais e Precatórias Cíveis e Criminais da Comarca de Manhuaçu.

Fonte: portalcaparao.com.br

Autoridades capixabas visitam APAC de Cachoeiro de Itapemirim

A APAC de Cachoeiro de Itapemirim/ES, recebeu na manhã do dia 21 , a visita do vice-governador do Estado, César Colnago, do secretário de Justiça, Eugênio Coutinho Ricas, do assessor de Governo, Rui Marcos Gonçalves,da assessora de imprensa, Alessandra Tonini, e do Pe. Gelson de Souza, da Paróquia São Sebastião - Aquidaban, coordenador diocesano das Pastorais. Os visitantes foram recepcionados pela diretora da unidade, Claudia Aguiar, e pelo secretário do Conselho Deliberativo, Valério Raimundo.
O vice-governador conheceu o Método em 2009, em visita realizada à APAC de Itaúna/MG, antes que fosse instalada em Cachoeiro de Itapemirim. As autoridades visitaram todos os setores do Centro de Reintegração Social, avaliando as atividades realizadas no mesmo.

vicees

FBAC divulga Método APAC na Europa e busca novas parcerias

Em dezembro, à convite e expensas da entidade alemã Set Free, a FBAC viajou à Europa, com o objetivo de, entre outros, iniciar o processo de implementação do Método APAC na Alemanha.

Bélgica

No dia 10, a comitiva composta pelo diretor executivo Valdeci Ferreira, pelo gerente de metodologia Roberto Donizetti, e pelo inspetor de metodologia Eduardo Henrique, desembarcou em Bruxelas, sendo recepcionados pelo sr. Jan de Cock, dirigente da Within-Whithout-Walls, entidade que busca a humanização do sistema penitenciário em nível mundial.

Holanda

Em 's-Hertogenbosch, os representantes da FBAC tiveram a oportunidade de conhecer um pouco do trabalho da Exodus, organização que desenvolve um projeto de apoio e orientação a infratores que se encontram em regime aberto.

Alemanha

Em Berlim, aconteceu um encontro promovido pela Set Free, por intermédio de Angelika Lang e Cornélia Schöllkopf, que reuniu mais de 30 pessoas interessadas em levar o Método APAC para o seu país. Na manhã seguinte, a equipe se reuniu com o diretor de um estabelecimento prisional para, além de tratar sobre o tema penitenciário na Alemanha, conhecer a estrutura de seu presídio, localizado nas redondezas de Berlim.
Em Munique, houve uma reunião estratégica com toda a equipe da Set Free, inclusive com um de seus dirigentes, que se encontra preso há mais de 15 anos, e demais colaboradores da instituição.
No dia seguinte, a equipe da FBAC juntamente com a Set Free, foi conhecer o trabalho realizado pela SeeHaus, entidade coordenada por Tobias Merckle, que desenvolve um programa voltado para jovens delinquentes, e que busca resgatar os valores familiares e trazê-los de volta à um vida digna.
Ao final, no dia 20 de dezembro a equipe da FBAC, Set Free e SeeHaus foram a Roma para uma audiência especial com o Papa Francisco, organizado pela Comunidade Papa João XXIII.

Método APAC se estabelece em mais um município paranaense

Em pleno funcionamento há quase quatro meses, a Associação de Proteção e Assistência aos Condenados (APAC) de Pato Branco surgiu do desejo de um grupo de representantes da Pastoral Carcerária e da Igreja Católica de humanizar as condições de vida dos presidiários e recuperá-los socialmente.

Foram 16 anos de luta para que a APAC de Pato Branco se tornasse realidade. Através da doação do terreno pelo município, doações da comunidade e eventos para arrecadação de fundos, a estrutura foi construída no bairro Vila Verde e em meados de 2014 um convênio entre o Governo do Estado e a associação garantiu o início das atividades da entidade.

Hoje, a APAC de Pato Branco é a segunda do Paraná e tem capacidade para abrigar 20 recuperandos que cumprem pena no regime semiaberto, mas possui 10 internos no momento.
Frei Vitalino conta que a igreja tem dado suporte aos recuperandos, valorizando sua autoestima. "Não adianta ir lá só para rezar. Nós precisamos estar lá juntos para crescermos juntos. Estimulamos que eles se valorizem, para que eles acreditem que podem fazer um futuro diferente", ressalta.

Rinaldo Cláudio Guimarães, secretário executivo da Fraternidade Brasileira de Assistência aos Condenados (FBAC), ele próprio um ex-recuperando, esteve no município para contar sua experiência aos internos da APAC de Pato Branco e falar sobre o método de trabalho da associação.

"O Método APAC tem se mostrado uma alternativa viável na recuperação de condenados. A prova disso são os nossos baixos índices de reincidência. Quem trabalha na APAC tem que entender que é uma missão de vida e a nossa matéria-prima não é bruta, ela tem coração, pensa e tem sentimentos. E nós temos que entender que estamos juntos fazendo uma sociedade melhor. Quem ganha com o trabalho da APAC não sou eu ou você, é toda a comunidade. A questão prisional é uma questão social", diz Rinaldo.

Confira a matéria na íntegra clicando aqui.

Projeto Além dos Muros oferece Plano de Comunicação e Marketing para oficinas produtivas de Itaúna e Lagoa da Prata

Em dezembro de 2014, as APACs de Itaúna e Lagoa da Prata receberam os Planos de Comunicação e Marketing para as padarias instaladas em suas unidades. Os planos foram desenvolvidos pela empresa ASA do Bem pelas instituições AVSI e Minas Pela Paz, no âmbito do Projeto Além dos Muros, com recursos da União Europeia. Os planos tem como objetivo impulsionar e potencializar as vendas dos pães e demais produtos fabricados nas padarias, de acordo com as características dos potenciais clientes dos municípios onde estão localizadas. Para tanto, foram desenvolvidas pesquisas de mercado, para avaliar a abertura e interesse dos potenciais clientes em consumir os produtos da padaria. Em ambos os casos, se tratou de uma pesquisa quantitativa e qualitativa com perguntas abertas e fechadas.

A pesquisa foi realizada com os responsáveis pelo RH, em se tratando de empresas de maior porte; e com os proprietários, quando empresas de menor porte; ou responsáveis com cargos de diretoria, gerência ou supervisão em ambos os casos. Em Lagoa da Prata, 98% das empresas entrevistadas conhecem APAC, e as mesmas 98% estariam dispostas a comprar os produtos da padaria interna da APAC. Dentre os produtos, o de maior interesse das empresas é o pão de sal, com 48% das respostas. Em Itaúna, 100% das empresas entrevistadas conhecem a APAC, 97% compraria produtos da padaria, também com maior interesse no pão de sal com 61% das respostas.

Com base nas respostas foi desenvolvido um plano com 16 estratégias voltadas à divulgação e comercialização dos produtos da padaria. "O plano de marketing é uma ferramenta importante, que permite desenvolver estratégias de curto, médio e longo prazo visando inclusive a identificação de novos mercados e oportunidades de negócios para a padaria", defende Déborah Amaral, coordenadora de projetos da AVSI. "É preciso atenção para não perder de vista a finalidade e a missão da unidade produtiva para o método APAC, ou seja, de permitir trabalho e experiência profissional a um número maior de recuperandos" ressalta.

Contexto

Em 2011 e 2012, a AVSI, o Minas Pela Paz e a PUC Minas elaboraram o Diagnóstico Situacional das Unidades Produtivas existentes em algumas APACs. Através desse estudo foi possível evidenciar aspectos relacionados à área financeira, processos internos, aprendizado e crescimento, clientes e parceiros. Posteriormente, algumas unidades produtivas foram escolhidas para receber um Plano de Negócios – incluindo planejamento mercadológico, operacional, administrativo, financeiro e estratégico.

Juntos, diagnóstico e plano de negócios, contribuíram para que fosse possível identificar demandas relacionadas a estratégias de venda e de relacionamento com cliente, por exemplo.

padaria avsi

Other news

An angel interceding for us

23-02-2016

Valdeci I remember kindly our dear Glory. His unconditional love and his passion for the...

Read more

Outpatient care implementation in APAC of Caratinga

12-01-2016

Dr. Igor de Oliveira, respected doctor in our city of Caratinga for his humanitarian attitudes...

Read more

FBAC realises on-line meeting with Presidents of APACs

01-09-2015

It was realised in the night of this Monday (31/08/2015) the first meeting online between...

Read more

Partners

  • assmg.jpg
  • avsi.jpg
  • avsibrasil.jpg
  • FIAT.jpg
  • governoMA.jpg
  • governomg.jpg
  • melt.jpg
  • MinaspelaPaz.jpg
  • mpmg.jpg
  • Novos rumos.jpg
  • projetec.jpg
  • seapmg.jpg
  • senac.jpg
  • sociedadebiblicadobrasil.JPG
  • tioflavio.jpg
  • tjma.jpg
  • UE.jpg