Apac de Patrocínio inaugura padaria e nova sala

Poucos meses depois de ganhar uma nova casa, a Associação de Proteção e Assistência aos Condenados (Apac) de Patrocínio, no Alto Paranaíba, tem mais um motivo para comemorar. Foram inauguradas nesta sexta-feira (31/07) a padaria e uma sala de laborterapia da unidade, abrindo mais uma oportunidade para os recuperandos se profissionalizarem e avançarem no caminho da ressocialização.

O juiz da Vara de Execuções Penais da comarca de Patrocínio, Bruno Henrique de Oliveira ressaltou que é preciso buscar, incessantemente, uma forma de reinserção do recuperando à sociedade, através de um tratamento digno, trabalho, convívio com a família.

“O trabalho se mostra indispensável para ajudar os recuperandos a saírem da Apac melhor do que entraram. Muitos deles se tornam excelentes profissionais e são encaminhados para empregos”, disse o magistrado.

Rotary e Rotaract Club

De acordo com o juiz da VEP de Patrocínio, a construção foi custeada com recursos de parcerias: a Apac da comarca se juntou ao Rotary Club e ao Rotaract Club de Patrocínio – Novas Gerações, entidades que doaram o valor para a construção da padaria, e o Judiciário, por meio de verbas de prestações pecuniárias, destinou o necessário para a cozinha e a despensa.

“Mais uma oportunidade de aprendizado e produtividade está à disposição dos recuperandos, que poderão fazer os produtos de panificação produzidos na própria unidade e fornecer para fora, o que é incrível”, destacou o juiz.

Padaria

O evento de inauguração da padaria da Apac teve público reduzido, para evitar a propagação do contágio pelo coronavírus. Foi servido um lanche, com os produtos produzidos pelos recuperandos.

A presidente da Apac local, Cleusa Maria e Silva disse que a parceria foi muito importante. “Aproveitamos o embalo da construção da padaria e da sala, fizemos também uma parte da cozinha que estava faltando. Os recuperandos que trabalharam na obra tiveram muita paciência e boa vontade com o trabalho”.

Estrutura

O prédio da Apac de Patrocínio tem três pavimentos e abriga aproximadamente 100 presos em 11 celas, que ficam no térreo, junto com o refeitório e área de marcenaria.

No segundo pavimento estão as salas de visita íntima, enfermaria, biblioteca, capela e as salas de aula para conclusão do ensino fundamental.

Uma ala menor, ao lado da cozinha, abriga os reeducandos do regime fechado, podendo acolher também recuperandos do sistema semiaberto.

Dentro da Apac, os recuperandos já produziam bloquetes para calçamento, blocos especiais curvos, objetos em madeira e peças em crochê. Eles ainda mantêm uma horta comunitária.

Fonte: Tribunal de Justição de Minas Gerais

APAC de Rio Piracicaba enfrenta pandemia com criatividade e muito trabalho

O mês de Julho foi especial na APAC feminina de Rio Piracicaba, devido às diversas atividades realizadas, que foram muito intensas e envolventes.

A equipe de funcionários, nesse momento de pandemia, não mediu esforços e realizou diversos cursos com as recuperandas: cuidado com os cabelos, automaquiagem, limpeza de pele, chá, doces, interação, encontro e busca de conhecimento e reafirmação da autoestima. 

A APAC acredita que, com todos os esforços colocados em conjunto se pode alcançar a recuperação das mulheres privadas de liberadade.

Sabemos que, se cada um der sua pequena contribuição, atingiremos esta grande meta.

Com certeza, muitas terminaram este mês renovadas e acreditando em si mesmas, decididas por mudar de vida e traçar novos caminhos para seu futuro.

Estamos juntos!

Acompanhe a APAC no facebook.

APACs DE FRUTAL DOAM MÁSCARAS PARA ASILO PIO XII

A APAC (Associação de Proteção e Assistência aos Condenados de Frutal) colabora com o Asilo Pio XII de Frutal através da doação semanal de mil máscaras descartáveis. A campanha “Humanizar a pena, promover a vida” realizada pela AVSI (Associação Voluntários para o Serviço Internacional) atualmente fornece subsídios e os recuperandos confeccionam as máscaras que serão doadas.

A gestora das APACs de Frutal, Paula Queiroz Vieira, comenta sobre a campanha: “por intermédio da AVSI”, uma instituição da União Europeia, podemos desenvolver um belíssimo trabalho nas APACs de Frutal, e em várias outras, por meio de capacitação e aplicação da metodologia APAC na confecção destas máscaras para o enfrentamento da pandemia do coronavírus através da campanha Humanizar a pena, promover a vida.”

Para o Padre Rogério Consentino de Aguiar, diretor geral da Assistência Pio XII que faz um trabalho direto com o Asilo Pio XII, o recebimento destas máscaras muito colabora com o atual cenário de pandemia, pois diariamente cerca de 100 pessoas são beneficiadas com a doação, sendo cinquenta idosos e cinquenta funcionários e voluntários.

“Todo esse trabalho desenvolvido pelos recuperandos das APACs de Frutal tem sido de grande ajuda e como um presente de Deus para o Asilo de Frutal, uma vez que nossa instituição vive da caridade e do apoio das pessoas e de outras instituições. Agradeço às APACs de Frutal e aos recuperandos e recuperandas e tenham certeza que Deus tem um propósito na vida de cada um de vocês; Intensifiquem o amor em seus corações e que Deus os abençoe por este bonito gesto que muito tem ajudado várias pessoas que estão aqui fora, em especial aos cinquenta idosos do Asilo Pio XII”. Disse o pároco e diretor geral da Assistência Pio XII.

A gestora das APACs de Frutal aproveita a oportunidade para parabenizar toda a equipe do Asilo Pio XII, sua diretoria, funcionários e voluntários, pelo grande trabalho desenvolvido na instituição e por cuidar tão bem dos cinquenta idosos que ali estão e sem nenhuma suspeita de contaminação pelo Covid-19. Em seguida deixa uma mensagem aos recuperandos: “Não basta deixar de praticar o mal, mas é necessário fazer o bem”.

(Jadiael Lino – Assessor de Imprensa APACs de Frutal).

CAMPANHA HUMANIZAR A PENA. PROMOVER A VIDA JÁ ENTREGOU QUASE 40 MIL MÁSCARAS PARA A PREVENÇÃO DO CORONAVÍRUS

Iniciativa da AVSI Brasil e FBAC, cofinanciada pela União Europeia,

 tem como meta a produção de 350 mil máscaras

Com um mês e meio de lançamento, a campanha Humanizar a pena. Promover a vida já produziu, até o momento, 54.124 máscaras para a prevenção da Covid-19. Deste montante, 37.348 unidades já foram entregues para as comunidades do entorno das APACs que participam da ação. Aproximadamente 400 recuperandos e recuperandas de 23 APACs dos estados de Minas Gerais e do Maranhão produzirão 350 mil máscaras. A campanha é uma realização da Associação Voluntários para o Serviço Internacional (AVSI Brasil) e da Fraternidade Brasileira de Assistência aos Condenados (FBAC) e faz parte do projeto “Más allá de las Fronteras”, que destinará R$ 350 mil para as APACs envolvidas.

Os recursos vêm da União Europeia, através do Instrumento Europeu para a Promoção da Democracia e dos Direitos Humanos (IEDDH), e estão sendo utilizados para a compra de máquinas de costura e equipamentos de higienização e esterilização das máscaras, além da matéria-prima. O projeto conta com a parceria dos Tribunais de Justiça de Minas Gerais e do Maranhão, o Ministério Público de Minas Gerais, o Instituto Minas Pela Paz e Secretaria de Estado de Administração Penitenciária do Maranhão.

“As máscaras estão sendo entregues para as comunidades do entorno das APACs, Secretarias de Saúde, asilos, órgãos públicos e instituições beneficentes, além de servirem para a proteção dos próprios recuperandos e funcionários das APACs”, explica Jacopo Sabatiello, vice-presidente da AVSI Brasil.

No início de julho, a iniciativa ganhou novo fôlego com um aporte financeiro de R$ 800 mil, vindo da Conferência Episcopal Italiana (CEI), que beneficiará 10 APACs de Minas Gerais na compra de insumos e equipamentos de proteção, permitindo uma nova frente de atuação na prevenção da pandemia do novo coronavírus entre a população carcerária. Essas unidades centralizarão as aquisições e beneficiarão as demais APACs do estado.

Ação contra os maus tratos

Junto com a campanha “Humanizar a pena, promover a vida”, a AVSI e a FBAC pretendem divulgar o Método APAC, modelo comprovado na recuperação de condenados à privação de liberdade, e denunciar os maus tratos a que são submetidas as pessoas privadas de liberdade no sistema prisional comum. “Infelizmente, ainda hoje, dados da realidade penitenciária revelam casos de superlotação, ausência de atividades educacionais e formativas e, em muitos casos, tortura física e psicológica. Nesse contexto, as prisões configuram-se como ambientes inseguros que ameaçam o direito à vida e à integridade física e mental das pessoas privadas de liberdade”, diz Sabatiello, da AVSI.

O chamado Método APAC é uma alternativa ao sistema prisional comum. Sem perder de vista a finalidade punitiva da pena, a APAC acredita que a humanização das prisões contribui para a reintegração bem-sucedida do egresso na sociedade. Há indicadores que comprovam isso, como o baixo índice de reincidência: nas APACs, a taxa de reincidência é de até 15% entre os recuperandos homens e mulheres. No sistema comum, esse número varia entre 80 e 85%.

Sobre a AVSI Brasil

A AVSI Brasil é uma organização brasileira, sem fins lucrativos, constituída em 2007, para contribuir na melhoria das condições de vida de pessoas que vivem em situações de vulnerabilidade. É vinculada ao contexto internacional por meio da parceria com a Fundação AVSI, ong de origem italiana que atua no Brasil desde os anos 1980 e que estimulou a criação da AVSI Brasil.

Para realizar seus projetos, a AVSI Brasil constrói parcerias com empresas, setor público, organizações da cooperação internacional e pessoas físicas. No último ano, a AVSI Brasil desenvolveu mais de 30 projetos, beneficiando diretamente 387.000 pessoas, com o investimento social de R$ 37,5 milhões em 8 áreas transversais alinhadas a 14 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável: Água e Segurança Alimentar; Cidades Inclusivas e Resilientes; Energia e Ambiente; Justiça e Prevenção da Violência; Migrações; Parcerias Multissetoriais; Socioeducativo; Trabalho e Crescimento Econômico.

Sobre a FBAC

A Fraternidade Brasileira de Assistência aos Condenados (FBAC) é uma entidade civil de direito privado, sem fins lucrativos, que mantém a sua sede em Itaúna (MG). Ela tem a missão de congregar as APACs do Brasil, assessorar as APACs do exterior, manter a unidade de propósitos das associações, além de orientar, assistir, fiscalizar e zelar pelo fiel cumprimento da metodologia, modelo de gestão e normas de disciplina e segurança das APACs. Tem, ainda, a tarefa de orientar e fiscalizar a correta aplicação da metodologia, além de organizar congressos, seminários e ministrar cursos de capacitação e treinamento para funcionários, voluntários, recuperandos e autoridades. Está filiada à Prison Fellowship International (PFI), organização consultora da ONU para assuntos penitenciários, presente em mais de 120 países.

O projeto Más Allá de las Fronteras

Desde novembro de 2017, a AVSI Brasil e FBAC iniciaram o projeto Más Allá de Las Fronteras, que tem como objetivo contribuir para o fortalecimento da sociedade civil no combate a atos de tortura, maus-tratos, penas cruéis, desumanas e degradantes, através da consolidação/expansão do método APAC em 3 países latino-americanos: Chile, Costa Rica e Paraguai. O projeto é cofinanciado pela da União Europeia a partir do Instrumento Europeu para a Promoção da Democracia e dos Direitos Humanos (IEDDH).

CAMPANHA HUMANIZAR A PENA. PROMOVER A VIDA RECEBE APOIO DA CONFERÊNCIA EPISCOPAL ITALIANA

Pelo acordo, AVSI Brasil receberá um aporte de 800 mil reais, que serão destinados às APACs de Minas Gerais

A campanha Humanizar a pena. Promover a vida ganha mais uma parceria com a contribuição financeira da Conferência Episcopal Italiana (CEI), que beneficiará as APACs de Minas Gerais na compra de insumos e equipamentos de proteção, permitindo uma nova frente de atuação na prevenção da pandemia do novo coronavírus na população carcerária.

A AVSI Brasil foi contemplada com cerca de 800 mil reais que serão repassados para 10 APACs em Minas Gerais que já estão inseridas na iniciativa de produção de máscaras. Elas centralizarão as aquisições e beneficiarão as demais unidades do estado, numa perspectiva que estimula a solidariedade e a cooperação entres as APACs.

Durante as celebrações da Semana Santa de 2020, o Papa Francisco fez um apelo sobre a atenção às populações mais vulneráveis social e economicamente, e neste grupo se encontram as pessoas em cumprimento de pena de privação de liberdade. A Conferência Episcopal Italiana, sensibilizada pela pandemia da Covid-19 e atendendo ao chamado do Papa Francisco, disponibilizou uma linha de financiamento emergencial com o objetivo de prestar apoio financeiro para o enfrentamento à pandemia, especialmente no que se refere às ações de prevenção à propagação da doença nas regiões do planeta onde se concentram as maiores vulnerabilidades.

Jacopo Sabatiello, vice-presidente da AVSI, explica que essa nova parceria é extremamente importante, pois vai permitir a ampliação das ações de prevenção à Covid-19 para as pessoas privadas de liberdade. “Está prevista a compra de sabonete líquido, álcool em gel, luvas, óculos de proteção, ou protetores faciais, botas, termômetro infravermelho e outros equipamentos voltados para a prevenção da doença, além de um aporte adicional em insumos e equipamentos para confecção das máscaras de proteção que estão sendo produzidas nas unidades”.

A Fraternidade Brasileira de Assistência aos Condenados – FBAC, órgão que congrega e orienta a aplicação da metodologia nas APACs, é parceira da AVSI na execução deste projeto.

Conferência Episcopal Italiana

A Conferência Episcopal Italiana (CEI) é a conferência episcopal dos bispos italianos da Igreja Católica, a assembleia oficial dos bispos na Itália. A CEI já é parceira da AVSI em iniciativa de apoio às APACs no Brasil desde 2018, financiando projeto com objetivo de promover o salto de escala do método APAC como política pública, através da capacitação humana e profissional dos recuperandos.

Fonte: AVSI Brasil

 

Otras noticias

Un angel que intercede por nosotros

23-02-2016

Me acuerdo con cariño de nuestra querida Glória. Su amor incondicional y su passión por...

Lea Más

Implantación de servicio ambulatoria en APAC de Caratinga

12-01-2016

Dr. Igor de Oliveira, respetado médico en nuestra ciudad de Caratinga por sus actitudes humanitarias...

Lea Más

APAC de Teófilo Otoni hace el lanzamiento del Programa El Viaje del Prisionero

02-09-2015

El último sábado, día 29 de agosto, la APAC de Teófilo Otoni divulgó el Programa...

Lea Más

CD con Himnos de la APAC ya se encuentra a la venta

01-09-2015

Ya está disponible, al precio de R$ 15,00, para venta el CD con los Himnos...

Lea Más

FBAC realiza reunião online com Presidentes de APACs

01-09-2015

Fue realizado en la noche de este lunes (31/08/2015) la primera reunión onlie entre la...

Lea Más

Socios

  • assmg.jpg
  • avsi.jpg
  • avsibrasil.jpg
  • governoMA.jpg
  • isvor.jpg
  • logogoverno.png
  • melt.jpg
  • MinaspelaPaz.jpg
  • mpmg.jpg
  • Novos rumos.jpg
  • seapmg.jpg
  • senac.jpg
  • sociedadebiblicadobrasil.JPG
  • tioflavio.jpg
  • tjma.jpg
  • tjmg.png
  • UE.jpg