FBAC realiza curso para encarregados administrativos e encarregados de segurança

A Fraternidade Brasileira de Assistência aos Condenados (FBAC), com apoio e financiamento do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), realizou, na APAC de Manhuaçu, nos dias 24 e 25 de junho, o curso para Encarregados administrativos e Encarregados de segurança das APACs. Além das APACs mineiras, o curso contou com a presença de encarregados das APACs do Espírito Santo, Maranhão, Paraná e Rondônia.

Valdeci Antônio Ferreira, Diretor Executivo da FBAC, resumiu o objetivo do curso: “Dr. Mário dizia: ‘quanto mais longe, mais difícil e quanto mais difícil, mais perto de Deus.’ Sejamos gratos ao Deus da Vida, que nos concedeu este tempo de graça, para juntos refletirmos sobre nossa missão e os melhores caminhos para a solução de nossos problemas. Nossa profunda gratidão à Dra. Denise e APAC de Manhuaçu por nos acolher.”

Segundo Dr. Alexandre, juiz de direito da Comarca de Manhuaçu, “a APAC é muito importante, porque permite ao recuperando, que seja protagonista da disciplina e da recuperação. Ao início eu tinha certa resistência à APAC, mas com o tempo percebi que a APAC tem uma proposta séria, de trabalho, educação e cursos, de forma que o preso possa ter uma oportunidade quando deixar a instituição. Este curso que vocês estão realizando é muito importante. Os aconselho a aproveitarem o máximo possível, pois os ajudará imensamente para seus trabalhos.” 

A presidente da APAC de Manhuaçu, Dra. Denise acolheu os participantes. “Sejam todos bem vindos à nossa APAC. Tenho certeza que a FBAC preparou um ótimo encontro, para nos fortalecer, unir e nos ajudar a caminhar juntos. Nossa APAC está muito feliz em sediar este curso tão importante para nossa caminhada. Que Deus, que nasceu numa manjedoura, possa nos inspirar a cultivar a humildade para abrir nossos corações e nos colocar em uma atitude de aprendizado e serviço.” Disse ela.

Durante o curso, encarregados de segurança puderam refletir sobre o conselho disciplinar, regulamentos do CSS, fiscalização do trabalho externo e livramento condicional, rotina das APACs, aspectos práticos do cotidiano da APAC. Já os encarregados administrativos refletiram sobre ferramentas de gestão, infoapac, como editar um artigo jornalístico, planejamento e procedimentos de apuração de falta disciplinar (PAD).

Segundo Valdeci, “a FBAC nunca investiu tanto, em tão pouco tempo, para capacitar os líderes das APACs, como aconteceu neste primeiro semestre. Foram cursos para presidentes, encarregados administrativos, encarregados de tesouraria, encarregados de segurança e APACs femininas. Nosso profundo agradecimento ao Tribunal de Justiça, que acreditou em nossa proposta e nos apoiou, sem medir esforços, para a realização de todos estes cursos.”

 

Os participantes avaliaram muito positivamente o curso. “Este curso foi ótimo, muito produtivo. Estou levando uma bagagem muito grande e estou muito mais motivada para fazer meu trabalho com excelência.” Disse Sônia, encarregada administrativa da APAC de Santa Bárbara

Para José Roberto, encarregado de segurança da APAC de Ji-Paraná/RO, “valeu a pena vir de tão longe para participar desse curso. Vou agregar muitas coisas à nossa caminhada, seja para melhorar a capela e espiritualidade, a apuração de faltas e acompanhamento do CSS, e muitos outros aspectos abordados no curso. Para mim foi excelente. Obrigado a todos!”

“Eu participei de diversos cursos promovidos pela FBAC, mas afirmo com certeza que este curso foi o melhor. Aprendi sobre a importância dos três gestores da APAC estarem afinados e caminhando juntos, bem como a necessidade do planejamento para o sucesso das atividades. O material oferecido foi riquíssimo e nos ajudará muitíssimo a melhorar.” Disse Adriana, encarregada administrativa da APAC de Caratinga/MG.

"Ja partilhei com o pessoal da APAC sobre temas abordados aqui, principalmente sobre o planejamento. Já estamos reorganizando nossas reuniões para poder por em prática o aprendizado que recebemos. Nossa expectativa, depois desse curso, é de melhorar ainda mais." Afirmou Edir, encarregado administrativo da APAC de Perdões/MG 

 

A redação FBAC

Dr. Mário é prestigiado por artista plástico

Durante o encerramento do curso de voluntários da APAC de Teófilo Ottoni, dia 16 de junho, o artista plástico, Marcelo Coelho, homenageou a APAC e Dr. Mário Ottoboni, realizando uma obra de Dr. Mário Ottoboni, que receberá um lugar de destaque na nova sede da instituição.

A Presidente da APAC de Teófilo Otoni, Izabela Gonçalves Magalhaes, esta satisfeita com o resultado do curso, pois foi realizado com sucesso, superando as expectativas, concluiu com 52 formandos voluntários, motivados a exercerem o trabalho e contribuirem com o andamento da instituição. "Agradecemos a todos que contribuiram para a realização podendo abrilhantar os trabalhos. Tenho fé em Deus que iremos ter uma ótima equipe atuante", disse Izabela.

 

 

A APAC de Teófilo Otoni foi fundada em 27 de abril de 2004. Atualmente recebe 44 recuperandos, funcionando em um prédio da prefeitura da Cidade. No entanto, há dois anos, iniciou as obras para construção de seu novo Centro de Reintegração Social, que terá capacidade para acolher inicialmente 86 recuperandos, nos três regimes de cumprimento de pena. 

Obras de construção do futuro CRS da APAC 

INAUGURADA APAC DE ITABIRITO/MG

Foi inaugurada a APAC de Itabirito/MG, no dia 24 de junho de 2019. Com capacidade para acolher 84 recuperandos, a Centro de Reintegração da APAC (CRS) recebeu o nome do fundador das APACs e idealizador de seu método, Dr. Mário Ottoboni. 

Des. Nelson Missias disse: "a metodologia APAC de cumprimento da pena de forma humanizada é absolutamente eficaz. Sem contar que o recuperando custa cerca de 1/3 para o Estado, se comparado ao sistema convencional. E o recuperando sai da APAC com uma profissão, para poder levar uma vida mais digna, sem sobressaltos."  

O diretor do foro da comarca, juiz Antônio Francisco Gonçalves, titular da 2ª Vara Cível, Criminal e de Execuções Penais, contou que a Apac de Itabirito representa uma “grande conquista”. “Ela é fruto de uma luta de mais de 20 anos de tentativa de melhorar as condições dos presos na comarca”, declarou.

Na avaliação da presidente da APAC, Maria Aparecida Hudson, além de proporcionar segurança para a cidade, uma vez que recupera o preso, a unidade trará outros benefícios para a comarca. “A Apac cuida da sociedade, das vítimas e das famílias das vítimas. Por isso, este momento é muito especial”, observou. Durante o evento, ela entregou placas comemorativas a vários presentes, em reconhecimento ao apoio recebido na implantação da Apac.

Além do presidente do TJMG, Des. Nelson Missias, estiveram presente o desembargador aposentado José Antônio Braga; o desembargador Caetano Levy; o juiz auxiliar da presidência do TJMG, Luiz Carlos Rezende e Santos; a juíza Vânia da Conceição Pinto Borges; o vice-presidente da Assembleia Legislativa de Minas, deputado Alencar da Slveira Júnior; o secretário adjunto de Justiça, Gustavo Henrique Wykrota Tostes; o prefeito interino de Itabirito, Arnaldo Pereira dos Santos; o promotor de justiça da comarca local, Humberto de Almeida Bizzo, entre outras autoridades, pessoas da comunidade e voluntários que ajudaram a construir a nova unidade.

A APAC de Itabirito/MG foi fundada em 17 de novembro de 2004. “Desde 2011, ano em que ganhamos o terreno, estamos na luta para a construção da unidade em Itabirito. Finalmente chegou o dia da inauguração”, comemorou a presidente da Apac de Itabirito."

Fundada por Dr. Mário Ottoboni em 1972, a APAC é um presídio humanizado. Sua metodologia conta com 12 elementos, que se forem aplicados harmoniozamente, irá possibilitar ao condenado as condições adequadas para recuperar-se e buscar novos caminhos para sua vida. Atualmente existem 127 APACs em diferentes estágios de implantação no Brasil e várias outras APACs em 23 países, aplicando a metodologia parcialmente.

Com informações do TJMG

APAC de Arcos comemora 1.000 dias com total disciplina

A APAC é um presídio humanizado baseado na valorização humana, na disciplina e na confiança. Com o objetivo de realizar um trabalho de excelência a APAC desenvolveu seu decálogo que são, mais que ideias, diretrizes que norteiam todo seu trabalho. Um dos pontos do decálolo é: "Disciplina com amor". 

Disciplina é a capacidade de seguir uma rotina diária intensa, que inicia às 6 da manhã e se encerra às 22 da noite. É também a capacidade de dialogar sempre que houverem problemas e desafios, para de forma pacífica, encontrar as soluções para os desafios do cotidiano. 

A APAC de Arcos celebra 1000 dias com total disciplina e sabe que somente com uma disciplina rígida, recuperandos poderão refletir e modificar seus futuros. Pautada no amor, não é uma disciplina cega, mas uma disciplina orientada, dialogada, em que recuperandos são protagonistas, se ajudando, se corrigindo e caminhando juntos. Que o Deus da Vida nos ajude a continuar nossa caminhada com a certeza de que tudo é obra Dele, somos apenas seus servos. Estamos juntos!

 

Socios

  • assmg.jpg
  • avsi.jpg
  • avsibrasil.jpg
  • FIAT.jpg
  • governoMA.jpg
  • governomg.jpg
  • melt.jpg
  • MinaspelaPaz.jpg
  • mpmg.jpg
  • Novos rumos.jpg
  • projetec.jpg
  • seapmg.jpg
  • senac.jpg
  • sociedadebiblicadobrasil.JPG
  • tioflavio.jpg
  • tjma.jpg
  • UE.jpg