FBAC MINISTRA SEMINÁRIO DE FORMAÇÃO EM FLORIANÓPOLIS

A APAC de Florianópolis organizou um seminário nos dia 25, 26 a 27 de agosto. O objetivo do seminário foi formar voluntários e possíveis funcionários. Em torno de 50 pessoas participaram do evento. 

A APAC de Florianópolis está, atualmente, reformando um local para implantar a primeira APAC feminina sem polícia em Florianópolis. Os dirigentes da APAC acreditam que em dezembro será inaugurada.

Os desafios enfrentados para implantar a APAC é, principalmente, o preconceito da sociedade com relação à prisão e à pessoa encarcerada. Porém todos estão entusiastas e acreditam que, aos poucos, como em Minas Gerais, irão reverter esta situação.

A partir do seminário foram formados grupos para estudar a metodologia APAC e organizada uma viagem para Minas Gerais, a fim de conhecer melhor a metodologia APAC. Todos que irão trabalhar diretamente na APAC participarão desta viagem.

Ari de Jesus e Keila Mendes, inspetores de Metodologia da FBAC, ministraram o seminário e partilham um pouco de suas impressões.

“O que mais me surpreendeu neste seminário foi o interesse das pessoas em conhecer o Método APAC. Tenho certeza que o movimento APAC será muito forte em Santa Catarina. Terão dificuldades, mas estão muito conscientes dos limites e possibilidades.” Ari

“O que mais gostei no seminário foi a motivação dos participantes para implantar a APAC. Percebi um grande desejo de aprofundar e conhecer melhor a metodologia. Durante o seminário colocaram os pés no chão, no sentido que compreenderam, de fato, o que é a APAC.” Keila

FBAC promove encontro para os Encarregados de Segurança

A FBAC organizou, em parceria com o Tribunal de Justiça de Minas Gerais e do Programa Novos Rumos, encontro para os Encarregados(as) de Segurança das APACs. O encontro aconteceu na APAC de Pouso Alegre/MG nos dias 18 e 19 de setembro. Estavam presentes os encarregados(as) de segurança das APACs mineiras, um representante do Maranhão, representantes da FBAC e Flávia Nascimento, servidora do Programa Novos Rumos.

O encontro foi coordenado pelo Diretor Executivo da FBAC, Valdeci Antônio Ferreira. Com o foco: "Volte ao seu primeiro amor", Valdeci conduziu os participantes para avaliar sua caminhada, discutir temas pertinentes à segurança e disciplina nas APACs e se motivar para seu trabalho na FBAC e APACs.

Valdeci ajudou os participantes a refletirem sobre os 7 pontos de ruptura: 1. Gestão; 2. Disciplina e Segurança; 3. Dependência Química; 4. Ausência de Terapia da Realidade; 5. Família; 6. Trabalho; 7. Ausência de acompanhamento do Livramento Condicional. 

O encontro foi importantíssimo para cada um compreender melhor estes pontos de rupturas, traçar estratégias para suas APACs e buscar, conjuntamente, alternativas que reduza a reincidência entre os recuperandos.

Os participantes apreciaram o encontro. O clima foi de partilha, reflexão e busca de alternativas concretas. A FBAC agradece ao Tribunal de Justiça por sua parceria e aos participantes que não mediram esforços para estar presentes, esperando que estes dois dias tenham alcançado seu objetivo: motivar os participantes a fim de que retornem para suas APACs convictos e decididos a ajudar suas equipes para fazer um trabalho de excelência. Estamos juntos!

Clique aqui para ver as fotos.

Piauí deve implantar novo método de assistência aos condenados

Desde o ano passado, a Secretaria de Justiça do Piauí (Sejus) estuda a implantação da Associação de Proteção e Assistência aos Condenados (Apac) no sistema prisional do Estado. Ontem (13), houve o marco inicial dessa implantação com a primeira audiência pública para oferecer, às autoridades e à comunidade, o conhecimento sobre a metodologia aplicada pela Apac e, assim, mobilizar e sensibilizar os participantes sobre a importância do método para a execução penal. 
Na ocasião, representantes do Poder Judiciário, Defensoria Pública, Ministério Público, OAB Piauí e Sejus discutiram sobre o assunto com entidades de Timon (MA), que já utilizam o método em seu sistema prisional e apresentaram o sucesso de suas experiências com a Apac. 
O método proposto proporciona aos reeducandos atividades de socialização, cursos profissionalizantes e tarefas que estimulam a conservação do local - os próprios internos colaboram com a administração da instituição. 
“Na Apac, ele recebe acima de tudo amor e espiritualidade através da ajuda ao próximo, sendo resgatados valores como família. Lá não têm agentes penitenciários, nem pessoas armadas, os presos têm a chave da cela, ele se sente amado e respeitado. Não é chamado de preso, é chamado de recuperando. Temos uma mudança completa do que nós tínhamos até então como modelo de presídio”, argumenta Cícero Sampaio, representante da execução penal de Timon. 
Para chegar à Apac, o recuperando precisa passar primeiro pelo sistema convencional. Eles são escolhidos de acordo com critérios objetivos, sendo o principal deles a quantidade de pena e o tempo que já estão no sistema prisional. Qualquer espécie de crime pode ser acolhida pelo método. 
Próximos passos: apresentação à sociedade 
De acordo com Marcelo Moutinho, encarregado administrativo e de metodologia da Fraternidade Brasileira de Assistência aos Condenados (FBAC), o próximo passo para a implantação do método no Piauí é a sociedade adentrar um pouco mais no que seja a Apac. Isto será feito através de um seminário, que vai acontecer ainda esse mês, para mostrar os elementos fundamentais dessa metodologia, como sua história nesses mais de 45 anos de aplicação no Brasil. 
Em seguida, deve ser feita a constituição da primeira diretoria, cuja tarefa principal é cuidar da implantação estrutural, prédios e regimes, e uma implantação jurídica da Apac, além de uma comissão que estará responsável por iniciar o estudo da aplicação da metodologia. Depois, vem a estruturação física. 
“Vamos ver o prédio e aos poucos adaptando esse prédio, se for um já existente. Caso não seja, vamos construir. Mas pelo que tenho visto aqui no Piauí, um prédio deverá ser adaptado. Terminada essa fase de adaptação, é estabelecido um convênio entre a Apac e o Estado, que prevê um grupo mínimo de funcioná- rios para começar a receber os primeiros recuperandos e, depois, faremos um processo de entrevista dos possíveis candidatos”, explica Marcelo. 
O tempo dessas implantações depende do interesse político do Estado e do processo de adaptação do prédio escolhido para que a Apac funcione. Caso o prédio seja construído, a previsão é que seja de um a dois anos; se ele for apenas adaptado, Marcelo indica que, em até um ano, o método já pode ser implantado. 
Resultados 
Uma das grandes bandeiras da metodologia é o índice de reincidência, ou seja, presos que ao sair do sistema, voltam a cometer crimes. Enquanto em um sistema prisional comum a reincidência ocorre em cerca de 70% dos casos; nas Apacs, a média é de 28% a 30%. Outro fator citado pelos defensores do método diz respeito aos custos. Hoje, no Brasil, a média de custo de um preso para o Estado é de R$ 3.000; com as Apacs é cerca de R$ 1.000. “Por um terço do valor, nós estamos devolvendo à sociedade um preso melhor”, enfatiza Marcelo.
Edição: Virgiane Passos
Por: Karoll Oliveira

Dia festivo na APAC de Araxá

O Tio Flávio Cultural, através da parceria com o Instituto Minas pela Paz, FBAC e SENAC-MG, participou de um dia festivo na APAC de Araxá. 

No dia 14 de setembro o Tio Flávio fez uma palestra para cerca de 80 recuperandos, além de membros da direção, voluntários e funcionários da APAC. A abordagem foi a de valorização do momento em que estão vivendo, da família, das conquistas realizadas e, também, foi possível instigar uma reflexão sobre mudanças e sonhos.

Na sequência da palestra, 24 recuperandos participaram de cerimônia de formatura no curso de Panificação, ministrado pela Escola Móvel do SENAI, parceira do Instituto Minas pela Paz e da  FBAC. Enéas Melo, do Minas pela Paz, ressaltou a importância das parcerias e da família, que ali estava presente num momento de tanta alegria para todos.

Várias autoridades também participaram do evento, como  representantes da  Associação Comercial, OAB e Defensoria Pública, que ouviram o discurso emocionado da presidente Edna Castro.

Recuperandos da APAC atuam em repartições municipais e em entidades filantrópicas

Provavelmente em algum momento você ao estar em um setor da Prefeitura de Frutal ou em uma entidade filantrópica já se deparou com um recuperando da APAC prestando algum tipo de serviço. A oportunidade de emprego concedida a quem cumpre o regime semi-aberto autorizado ao trabalho externo faz parte do programa Minas pela Paz que foi implantado na Associação através Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais - FIEMG. 

A diretora da APAC Paula Queiroz explica que o trabalho é um dos 12 elementos que compõe o método do sistema prisional. Segundo ela, desde que o programa Minas pela Paz tornou-se parceiro do SESI-SENAI a Associação tem capacitado os recuperandos com vários cursos profissionalizantes. Um deles, o de construção civil com duração de 60 dias, terminou recentemente. Em outubro será realizado o curso de mecânico de automóveis que irá capacitar mais 50 recuperandos.

De acordo com Paula, quando o recuperando alcança o benefício do regime semi-aberto autorizado ao trabalho externo ele precisa ser inserido no mercado de trabalho. Porém, conforme destaca, se para alguém que nunca cometeu um crime já é difícil, imagina para quem já errou. Por isso, que segundo ela, é tão importante a ajuda de parceiros como a Prefeitura de Frutal que dá emprego a 30 recuperandos da APAC nas funções de pedreiro, servente, gari, motorista, entre outros. “Somos muito gratos à prefeita Ciça por essa compreensão e oportunidade”, reconhece a diretora. Já os recuperandos que hoje estão no semi-aberto intramuros têm a remição da pena ao prestarem serviço voluntário em diversas instituições da cidade como APAE, Hospital Frei Gabriel, Unidade de Terapia Renal, Casa da Criança, creches, entre outras. 

A prefeita de Frutal Maria Cecília, que na semana passada assinou a contratação de mais um recuperando, diz que faz questão de ser parceira da APAC por acreditar no método e no trabalho desenvolvido pela instituição. O recuperando além de receber um salário mínimo pelo serviço prestado no município também tem direito à remição da pena, ou seja, a cada três dias trabalhados ele tem um a menos a ser cumprido.

(Zilma de Oliveira – Assessora de Imprensa APAC Frutal) 

Audiência pública trata sobre implantação de novo método de ressocialização de condenados no Piauí

A metodologia Associação de Assistência e Proteção aos Condenados é desenvolvida nos eixos trabalho, educação e espiritualidade.

Uma audiência pública foi realizada, nessa quarta-feira (13), na sala da Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa do Piauí (CCJ), para apresentação da Associação de Assistência e Proteção aos Condenados (Apac), método de gestão penitenciária executado em vários estados do Brasil e que será implantado no Piauí.

As Apacs visam à recuperação e reintegração social dos condenados a penas privativas de liberdade, atenção à vítima e protegendo a sociedade, de acordo com o que determina a Lei de Execução Penal. A metodologia desenvolve os eixos trabalho, educação, espiritualidade e assistência social junto aos condenados, que são os próprios co-gestores da unidade penal.
Ou seja, a Apac dispensa o uso de agentes prisionais na gestão, ficando a encargo do reeducando a administração do local, com acompanhamento de servidores direcionados aos respectivos eixos de trabalho. A audiência pública foi presidida pelo deputado dr. Hélio Oliveira (PR) e solicitada em conjunto com a Secretaria de Estado da Justiça (Sejus), que está coordenando a implantação.

“Já são 18 estados do Brasil onde existem Apac. Nós temos que trazer esse método para o Piauí, que dá uma nova perspectiva para o trabalho de ressocialização já desenvolvido pela Secretaria da Justiça. O índice de reincidência criminal, por exemplo, é de 10%, muito baixo em comparação aos cerca de 70% de reincidência de presos de presídios”, pontua o parlamentar.

Presente na audiência, o recuperando Gildenes, 31 anos, da Apac de Timon-MA, foi condenado a 63 anos de prisão, dos quais 9 já cumpridos. “A Apac muda a recuperação do preso porque trata a gente de forma mais humana. Nela, o preso é chamado de recuperando, a gente é quem fica com as chaves, na base da confiança”, revela Gildenes.

O secretário da Justiça, Daniel Oliveira, analisa a audiência pública como positiva para a implantação da Apac no Piauí. “Foi uma etapa fundamental na implantação desse modelo. Felizmente, todas as instituições presentes se posicionaram favoráveis. A ideia é que possamos consolidar esse instrumento para fortalecer os processos de ressocialização”, pontua o gestor.

O juiz da Vara de Execução Penal da Comarca de Teresina, José Vidal de Freitas, observa que a audiência pública com as instituições é um importante passo que o Piauí dá na ressocialização de condenados. “É um passo fundamental, inclusive, incentivado pelo Conselho Nacional de Justiça, que defende que haja uma difusão maior do método no Brasil”, frisa o magistrado.

Agenda APAC

De acordo com o secretário Daniel Oliveira, o próximo passo para criação da Apac no Piauí é a realização do seminário sobre a associação, nos dias 23 e 24 deste mês, no auditório da Escola Fazendária, no Centro Administrativo do Estado, em Teresina, antes da formalização da instituição, que fará a parceria com o Governo do Estado, para aplicar a nova metodologia.

Autoria: Tito Ferreira

Fonte: Governo do Estado do Piauí

Caravana da APAC de Tupaciguara visita APAC de Frutal

No início de agosto a APAC de Frutal recebeu a caravana da APAC de Tupaciguara, representada por: Juíza da Comarca, Dra. Danielle, Prefeito Municipal Ten.Carlos, Comandante da PM Ten. Leone, diretor do Presídio, Renê de Oliveira, e alguns Secretários  Municipais.

O objetivo da visita foi conhecer a APAC de Frutal e se aprofundar sobre a metodologia da APAC. Os visitantes ficaram muito sensibilizados e entusiasmados. Desde então todos muito empenhados em conseguir retomar a obra da APAC, para, quem sabe, em um futuro muito próximo, possa estar inaugurando e acolhendo os presos, para lhes proporcionar uma oportunidade de mudança e recuperação.

Notícia enviada por Rita de Tupaciguara

Foto da visita na APAC de Frutal.

 

 

 

MPMG reconhece método Apac para execução de pena no estado

A FBAC participou de uma Cerimônia histórica, no dia 13 de setembro, nos quais a Procuradoria Geral de Justiça de Minas Gerais assinou uma resolução reconhecendo a APAC (Associação de Proteção e Assistência aos Condenados) como instituição apta a promover a execução da pena no Estado. 

Estavam presente, além do Diretor Executivo da FBAC, Valdeci Antônio Ferreira, o desembargador José Antônio Braga; o defensor público Fernando Camargos Araújo; o juiz da Vara de Execuções Criminais, Luiz Carlos Rezende e Santos; o promotor de Justiça Henrique Nogueira Macedo, coordenador do Caocrim, o diretor vice-presidente da Fundação AVSI Brasil, Jacopo Sabatiello,  o gestor do Minas pela Paz, Maurílio Pedrosa, além de representates das APACs e da FBAC.

Com esta medida o Ministério Público reconhece e buscará contribuir com as caminhadas das APACs de Minas Gerais, além de buscar fomentar a instalação de novas unidades em outras comarcas.

Segundo o Procurador Geral de Justiça, Dr. Antônio Sérgio Tonet, "Com esse ato, mandamos a mensagem para a sociedade e para os próprios promotores de Justiça de que o Ministério Público está empenhado em participar ativamente do desenvolvimento desse modelo que busca humanizar a execução da pena."

Esta resolução é muito importante para as APACs pois reafirma a parceria com o Ministério Público, que muito contribuirá para a caminhada das APACs nas comarcas mineiras.

Leia a resolução clicando aqui.

Clique aqui para ver as fotos.

Veja mais detalhes no site do Ministério Público de MG.

Clique aqui para ouvir o audio.

Audio da explicação do ato, feita pelo Procurador Geral de Justiça, Dr. Antônio Sérgio Tonet, durante a cerimônia.

 

APAC de Januária realiza atividade em parceria com SESC

A APAC de Januária agradece à REDE SESC Ação Comunitária pela parceria realizada. Obrigado pela oportunidade e parceria em desenvolver esse projeto de uma maneira dinâmica, super produtiva, com grande conhecimento e com muito aprendizado. Estamos juntos!

FBAC é homenageada pela Secretaria de Estado de Administração Prisional

A Secretaria de Estado de Administração Prisional (SEAP) comemorou um ano de gestão na segunda-feira, dia 11 de setembro. O Evento ocorreu no Auditório JK, na Cidade Administrativa. O auditório estava cheio, mais de 600 pessoas. Durante a solenidade foram homenageadas autoridades das áreas de segurança pública, secretarias e instituições parceiras da SEAP, além de servidores do sistema prisional. 

As autoridades que compuseram a mesa forma: o Secretário de Estado de Administração Prisional, Desembargador Francisco Kupidlowski; o Comandante-Geral da Polícia Militar, Coronel Helbert Figueiró; a Defensora Pública Geral do Estado, Christiane Malard; o Secretário Estadual de Administração Penitenciária do Maranhão, Murilo Andrade de Oliveira; o Chefe Adjunto da Polícia Civil, Delegado Raimundo Nonato Gonçalves; o Desembargador do Tribunal de Justiça, Marcílio Eustáquio; o Superintendente da Polícia Federal em Minas Gerais, Robinson Fuchs Brasilino; o Advogado-Geral Adjunto do Estado, Sérgio Pessoa de Paula Castro e o Promotor de Justiça, Daniel Malard.

A FBAC foi a única Entidade Privada que foi homenageada no Evento. Valdeci Antônio Ferreira, Diretor Executivo da FBAC, recebeu a homenagem, representando a FBAC. O Secretário o abraçou e cumprimentou com muito respeito, agradecendo por seu trabalho e pela atuação da FBAC. Certamente que esta homenagem é extensiva a todas as APACs, razão de ser e existir da FBAC.

O Secretário de Estado e Administração Prisional, Desembargador Francisco Kupidlowski, agradeceu a todos por seu apoio. Segundo ele a iniciativa de criar uma secretaria com fim específico de cuidar da administração prisional, foi uma atitude ousada do governador, que deu certo.

A FBAC agradece por esta homenagem e se coloca como parceira da Execução Penal. A FBAC acredita que as APACs, atualmente 39 no Estado de Minas Gerais, são uma alternativa que se soma aos esforços de humanizar a pena e reafirma sua missão: Recuperar o preso, Protejer a Sociedade, Socorrer as vítimas e Promover a Justiça Restaurativa.

Por fim a FBAC agradece todos os recuperandos, voluntários, funcionários e parceiros das APACs. Sem cada um não seria possivel realizar esta obra. Estamos juntos!

Clique aqui para ver todas as fotos.

 

Dr. Mário Ottoboni completa 86 anos

Parabenizamos Dr. Mário Ottoboni, que completa hoje, 11 de setembro, mais um ano de vida. Agradecemos a Dr. Mário Ottoboni pelos 45 anos dedicados à APAC. Com Dr. Mário aprendemos que “Ninguém é Irrecuperável” e que trabalhamos para “Matar o Criminoso e Salvar o homem.” Que Deus nos ajude a não esquecer o que foi inspirado pelo Espírito Santo. Celebrar mais este aniversário de Dr. Mário é uma oportunidade única para relembrar nossa missão.

Que Deus abençoe e proteja Dr. Mário Ottoboni e toda sua família. Que Deus abençoe e proteja todos que trabalham nas APACs. 

Feliz Aniversário Dr. Mário. Estamos juntos!

Dr. Mário Ottoboni nasceu em 11 de setembro, na cidade de Barra Bonita – SP. No entanto, desde o ano seguinte ao seu nascimento reside em São José dos Campos – SP.
Em 1972, juntamente com um grupo de voluntários, iniciou a primeira APAC em São José dos Campos – SP. É o fundador da APAC e idealizador do seu Método.

Leia mais clicando aqui.

 

Outras notícias

Recuperando da APAC de São João del-Rei vence o Festival da canção

06-11-2017

Aconteceu hoje, 27 de outrubro, na APAC SJDR a final do Festival da Canção. A...

Leia mais

Seminário do Método APAC será realizado em Pelotas/RS

06-11-2017

A cidade de Pelotas/RS receberá nos dias 17, 18 e 19 de novembro o Seminário...

Leia mais

Comitivas visitam APAC de SJDR

30-10-2017

Na última semana a APAC de São João del-Rei recebeu a visita de três comitivas,...

Leia mais

APAC de Pedreiras realiza curso para recuperandos

23-10-2017

Aconteceu no Centro de Reintegração Social de Pedreiras, nos dias 17 a 19 de outubro...

Leia mais

APAC juiz de fora se articula para inciar APACs masculina e feminina

03-10-2017

Boas notícias para Juiz de Fora e região da Zona da Mata! Avançam os entendimentos...

Leia mais

Tradicional “Dia da Pizza” da APAC Frutal mobiliza colaboradores, recuperandos e a sociedade

11-09-2017

Já há alguns anos a sociedade frutalense se acostumou a contribuir com um dos mais...

Leia mais

Diretora da APAC é homenageada pela Câmara de Frutal com Moção de Aplausos e Reconhecimento

05-09-2017

A diretora da Associação de Proteção e Assistência aos Condenados - APAC Frutal, Paula Queiroz,...

Leia mais

APAC de Rio Piracicaba realiza semana da saúde

07-08-2017

A APAC de Rio Piracicaba realizou, de 1 a 6 de agosto, a semana da...

Leia mais

Colabore

31-07-2017

A FBAC - Fraternidade Brasileira de Assistência aos Condenados - não mede esforços para atingir...

Leia mais

Programa Regresso nas APACs de Campo Belo e Governador Valadares

21-06-2017

Em uma iniciativa do Minas Pela Paz e Escola Móvel SESI/SENAI, iniciam hoje dois cursos...

Leia mais

EDITAL DE CONTRATAÇÃO DE FUNCIONÁRIOS 003/2017 APAC DE INHAPIM/MG

14-06-2017

A APAC de Inhapim/MG, unidade masculina, no uso de suas atribuições, com fim de contratar...

Leia mais

APAC de Pouso Alegre iniciar curso em pedreiro de alvenaria

08-06-2017

Como informação, inicia hoje na APAC de Pouso Alegre o curso de qualificação em PEDREIRO...

Leia mais

Pai pede perdão 17 anos após abandonar filha

30-05-2017

Jí-Paraná, Rondônia, se prepara para iniciar APAC. Clique aqui para assistir.

Leia mais

APAC de Itaúna no Programa "Como será?"

30-05-2017

Clique aqui para assistir.

Leia mais

Voluntária doa peças de artesanato para recuperandos da APAC Masculina

18-05-2017

Há dez anos Dona Estela conheceu a APAC e desde então desenvolve um trabalho voluntário....

Leia mais

Tio Flávio visita APAC de Passos / MG

09-05-2017

Pela primeira vez, a APAC de Passos recebe a visita do Tio Flávio para três...

Leia mais

Tio Flávio visita presídio e APACs na Cidade de Pouso Alegre

02-05-2017

Em visita à cidade de Pouso Alegre, o Tio Flávio, juntamente com o Ailton Oliveira,...

Leia mais

APAC de Imperatriz realiza curso para voluntários

30-03-2017

II Curso para formação de voluntários e alguns artesanatos feitos por recuperandos do regime fechado.

Leia mais

APACs de Itaúna recebe visita da Itália

27-03-2017

Nessa quarta-feira, 22, a APAC de Itaúna recebeu com muito prazer visitantes da Itália, que...

Leia mais

APAC EM MINAS GERAIS RECEBE VISITA DE EMBAIXADOR ITALIANO

24-03-2017

Na ocasião, foi apresentada a aplicação da metodologia apaquiana e também rotina dos recuperandos “Foi uma...

Leia mais

Recuperandas da APAC Feminina de Itaúna concluem Curso de Costureira

03-03-2017

Na manhã desta quinta-feira,16, foi realizada na APAC Feminina de Itaúna uma cerimônia de formatura...

Leia mais

APAC de Varginha dá passos para se consolidar

03-03-2017

Dia 02/03/2017, foi realizada a reunião mensal da APAC Varginha. Recebemos a visita do Presidente...

Leia mais

APAC de Conselheiro Lafaiete realiza formatura de Curso Básico de Mecânica de automóveis

03-03-2017

A  Associação de Proteção e Assistência aos Condenados – APAC Masculina de Conselheiro  Lafaiete/MG, com...

Leia mais

"Onde tem oração, tem vitória!"

23-02-2017

No dia 17 de Fevereiro, ocorreu na APAC de Pedreiras - MA, o encerramento da...

Leia mais

DIRETOR EXECUTIVO DA FBAC VISITA APAC NO MÉXICO

21-02-2017

Durante os dias 16 a 18 de fevereiro, o Diretor Executivo da FBAC, Sr. Valdeci...

Leia mais

Recuperandas da APAC Feminina de Itaúna concluem Curso de Costureira do Vestuário SESI/SENAI

20-02-2017

Na manhã desta quinta-feira,16, foi realizada na APAC Feminina de Itaúna uma cerimônia de formatura...

Leia mais

Parceiros

  • assmg.jpg
  • avsi.jpg
  • avsibrasil.jpg
  • FIAT.jpg
  • governoMA.jpg
  • governomg.jpg
  • melt.jpg
  • MinaspelaPaz.jpg
  • mpmg.jpg
  • Novos rumos.jpg
  • projetec.jpg
  • senac.jpg
  • sociedadebiblicadobrasil.JPG
  • tioflavio.jpg
  • tjma.jpg
  • UE.jpg