FBAC e APACs realizam missa de corpo presente em homenagem a Dr. Mário Ottoboni

No dia 15 de janeiro de 2018, representantes da FBAC e das APACs, ex-recuperandos, funcionários e voluntários, estiveram presente na Câmara Municipal de São José dos Campos e, juntamente com familiares e amigos, realizaram missa de corpo presente em homenagem ao idealizador do Método APAC e fundador da FBAC, Dr. Mário Ottoboni.

A missa foi presidida por Padre Dimas de Paula Inacio e contou com a presença de Dr. Luiz Carlos Rezende e Santos, representando o Tribunal de Justiça de MG e de Dr. Paulo Antônio de Carvalho, juiz da Comarca de Itaúna/MG.

Durante a homilia Padre Dimas pediu que algumas pessoas dessem seu testemunho sobre a vida e trabalho de Dr. Mário Ottoboni.

Sr. Ubirajara, ex-recuperando da APAC de São José dos Campos , disse: “Tive a felicidade de conhecer Dr. Mário e ser acolhido na APAC. Convivendo com Dr. Mário comecei a acreditar em mim, em Deus e na vida. Dr. Mário nos pegou nas mãos e ajudou. A APAC é obra de Deus. Estamos juntos!”

Dr. Luiz Carlos expressou que: “através da metodologia muitas pessoas voltaram à vida. Nossa gratidão é enorme. Crescemos como seres humanos, descobrindo que muitas pessoas, por acaso, não tiveram as mesmas chances que nós. Dr. Mário nos ensinou o perdão e a misericórdia. Eu e muitos juízes mineiros, nós não somos somente magistrados melhores por conviver com Dr. Mário Ottoboni, mas nós somos pessoas melhores. E Agora, neste momento de despedida, a responsabilidade aumenta muito sobre nós, sobretudo por causa da influência que podemos ter no cuidado com a metodologia das APACs. Doutor Mário foi sonho para nós, por ter a oportunidade de conhecê-lo e é sonho para nós, para deixa-lo vivo.”

Segundo Dr. Paulo: “Dr. Mário vai nos fazer muita falta. Estamos nos sentindo órfãos, de sua pessoa, porque as ideias continuam e, certamente, irão perpetuar, através desse trabalho, que é fundamental para a mudança da sociedade, neste ponto crucial, que é a execução penal. Pedimos a Deus para recebê-lo porque foi um filho de Deus, que agora, quando volta, está deixando para trás um mundo muito melhor do que quando ele nasceu. Isso não é para muitos, mas somente para os escolhidos por Deus para uma missão. Ele realmente abraçou o preso como um irmão. Dr. Mário vá com Deus. Que Deus o acolha no paraíso. Iremos preservar a sua memória e o seu bonito testemunho.”

Sr. Fuzzato, presidente da APAC de São João del Rei disse: “O sentimento que temos é de gratidão. Aprendemos muito com ele. Um grande exemplo de seu trabalho são nossos ex-recuperandos que estão aqui. Sempre dizíamos a Dr. Mário que ele é tão especial, que quando Deus o criou estava namorando. Todos que não puderam vir agradecem muito ao Dr. Mário e desejam que Deus o receba no paraíso. Obrigado Mário, obrigado, obrigado, obrigado por tudo.”

Rinaldo, gerente institucional da FBAC e ex-recuperando expressou o sentimento de todos os membros da FBAC: “Em nome da FBAC faço um agradecimento ao Dr. Mário. Nos sentimos como os discípulos no caminho de Emaús, na caminhada de solidão e frustração, se perguntando: E agora? Ele não está mais aqui. O que iremos fazer? Mas sentimos em nosso coração a certeza de que ele caminha conosco, e o que ele fez irá permanecer. Seu trabalho missionário não pode parar. A FBAC não irá deixar parar. Cada um de nós que está aqui, tem a obrigação de não deixar parar. Muito obrigado Mário. Estamos juntos.”

Padre Dimas concluiu o momento de reflexão e partilha dizendo: “Sou feliz por participar desta obra desde o começo. Devemos levar adiante este trabalho de misericórdia, que é uma obra do novo milênio cristão. Mário nos ensinou que Deus perdoa, que ninguém é irrecuperável. E isso precisa fomentar nossa sociedade que carrega tanto ódio e desprezo pela vida. A misericórdia é o coração do evangelho.”

Ao final da celebração, Padre Dimas convidou todos os ex-recuperandos para ficarem ao redor do caixão e juntos suplicarem a bênção de Deus para Dr. Mário Ottoboni. Aspergindo juntos o corpo de Dr. Mário Ottoboni, significando um batismo para a vida eterna, Padre Dimas concluiu orando: “Pedimos, Senhor nosso Deus, que acolha Dr. Mário Ottoboni e que o permita gozar da alegria eterna na companhia dos anjos e santos.”

A missa de sétimo dia será realizada no domingo, dia 20 de janeiro, às 11 horas, na Paróquia Coração de Jesus, Bosque dos Eucaliptos, em São José dos Campos.

 

Parceiros

  • assmg.jpg
  • avsi.jpg
  • avsibrasil.jpg
  • FIAT.jpg
  • governoMA.jpg
  • governomg.jpg
  • melt.jpg
  • MinaspelaPaz.jpg
  • mpmg.jpg
  • Novos rumos.jpg
  • projetec.jpg
  • seapmg.jpg
  • senac.jpg
  • sociedadebiblicadobrasil.JPG
  • tioflavio.jpg
  • tjma.jpg
  • UE.jpg