APAC feminina de BH inicia suas atividades

O Centro de Reintegração Social da APAC Feminina de Belo Horizonte iniciou suas atividades oficialmente nesta terça-feira, 12 de maio de 2020, ao acolher as cinco primeiras recuperandas, que, apesar de serem de Belo Horizonte, encontravam-se cumprindo pena nas APACs de Itaúna e Rio Piracicaba.

  

Primeira APAC feminina em uma capital, com capacidade para acolher 150 recuperandas, nos diferentes regimes de cumprimento de pena, APAC irá receber as recuperandas, gradativamente, por alguns meses, até que atinja sua capacidade máxima. 

 

O prédio, cedido pela Prefeitura de Belo Horizonte, foi totalmente reformado e adaptado com recursos de Penas Pecuniárias do Tribunal de Justiça (TJMG). Destaca-se o grande esforço de Dr. Luiz Carlos e Dr. Tomaz de Aquino para que a APAC se tornasse realidade. 

 

As recuperandas foram acolhidas pelos funcionários da APAC, pelo juiz da Comarca de BH, Dr. Marcelo Augusto Lucas Pereira, e pelo vice-presidente da APAC, Sr. Maurílio Leite Pedrosa. 

 

"Quero neste momento inicial, dar as boas vindas a vocês. Agradeço por aceitarem nosso pedido de transferência para a APAC de Belo Horizonte, a fim de contribuir com o início de nossas atividades. Esta APAC é fruto de muito trabalho. Saibam que não foi fácil chegar até aqui. O momento em que vivemos, de pandemia, é muito difícil, repleto de dificuldades, porém vamos caminhar, passo a passo para minimizar o sofrimento de todos. De nossa parte, podem esperar toda boa vontade. Nosso grande propósito com a APAC é permitir que vocês se recuperem. Esta APAC vai dar certo, se Deus quiser." Disse Dr. Marcelo às recuperandas.

A fim de preparar os funcionários para o início das atividades na APAC feminina de BH, a Fraternidade Brasileira de Assistência aos Condenados (FBAC), enviou dois de seus colaboradores para a unidade no início de maio. Desta forma,  Rinaldo Cláudio Guimarães, Gerente de Relações Institucionais, e Keila Cristina, inspetora de metodologia, primeiramente realizaram, um curso sobre o Método APAC, para os funcionários, com duração de uma semana. Irão permanecer juntos na unidade, nas semanas seguintes ao início das atividades, para acolher as recuperandas e contribuir com a adaptação da entidade à metodologia.

"Os tempos de Deus são diferentes dos nossos tempos. Ele quis que essa APAC nascesse em meio a maior pandemia que a humanidade já vivenciou, para nos dizer que o amor pelas suas filhas prisioneiras deve superar todo o medo e toda incredulidade." Disse Valdeci Ferreira, Diretor Geral da FBAC. 

 

A APAC é uma prisão humanizada, composta por 12 elementos. Conta com uma terapêutica própria, oferecendo todas as condições necessárias para que o condenado possa se recuperar. O índice de reincidência nas APACs femininas é de 6,75%. 

Saiba mais sobre a APAC, clicando aqui.

Espaços da APAC feminina.

 

 

 

Parceiros

  • assmg.jpg
  • avsi.jpg
  • avsibrasil.jpg
  • governoMA.jpg
  • isvor.jpg
  • logogoverno.png
  • melt.jpg
  • MinaspelaPaz.jpg
  • mpmg.jpg
  • Novos rumos.jpg
  • seapmg.jpg
  • senac.jpg
  • sociedadebiblicadobrasil.JPG
  • tioflavio.jpg
  • tjma.jpg
  • tjmg.png
  • UE.jpg