FBAC participa do lançamento do projeto: “Caminhos e Contos: a ressocialização pela palavra”

A FBAC – Fraternidade Brasileira de Assistência aos Condenados, através de seu Gerente de Relações Institucionais, Rinaldo Guimarães, participou, na tarde do dia 24/11 (terça-feira), nas dependências do Auditório do Tribunal Pleno - Edifício sede do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), do lançamento do projeto “Caminhos e Contos: a ressocialização pela palavra”. A inciativa do projeto é uma realização conjunta da Escola Judicial Desembargador Edésio Fernandes (Ejef) e do programa Novos Rumos.
Por meio desse projeto, 40 recuperandas, que cumprem pena no regime fechado na Associação de Proteção e Assistência aos Condenados (APAC) de Belo Horizonte, receberão formação como contadoras de histórias, participando de uma série de 12 oficinas, que usará o poder da palavra para a ressocialização. O projeto prevê ainda a edição de um livro com as histórias produzidas ao longo do processo. Os trabalhos serão conduzidos pela pesquisadora, contadora de histórias e servidora aposentada do Tribunal mineiro, Rosana de Mont’Alverne Neto.
Durante a solenidade foi assinada a Portaria 1.087/2020 que instituiu o projeto pelo presidente do TJMG, desembargador Gilson Soares Lemes; o 2º vice-presidente e superintendente da Ejef, desembargador Tiago Pinto; e o coordenador-geral do programa Novos Rumos da Iniciativa para a Consolidação e Ampliação das APACs, desembargador Antônio Armando dos Anjos.
Conforme destacou o Presidente do TJMG: “Um projeto dessa natureza, que une arte, sensibilidade e ressocialização, não poderia ter encontrado ambiente mais adequado para florescer. As APACs já se mostraram bem-sucedidas para a recuperação de quem cometeu um crime, com uma metodologia que busca humanizar o cumprimento das penas privativas de liberdade e que não se furta a cumprir o que a Lei de Execuções Penais determina”.
O projeto “Caminhos e Contos: a ressocialização pela palavra” se inspirou em iniciativa que formou contadores de histórias desenvolvida na APAC de Itaúna, no período de 2004 a 2012, também dirigido pela contadora de histórias Rosana de Mont’Alverne Neto, dando origem ao grupo Encantadores de Histórias, que reúne recuperandos e ex-recuperandos. O representante da FBAC, Rinaldo Guimarães, que fez parte do primeiro grupo de Encantadores de História, em 2004, apresentou o poema "Os Estatutos do Homem", do amazonense Thiago de Mello.

Parceiros

  • assmg.jpg
  • avsi.jpg
  • avsibrasil.jpg
  • governoMA.jpg
  • isvor.jpg
  • logogoverno.png
  • melt.jpg
  • MinaspelaPaz.jpg
  • mpmg.jpg
  • Novos rumos.jpg
  • seapmg.jpg
  • senac.jpg
  • sociedadebiblicadobrasil.JPG
  • tioflavio.jpg
  • tjma.jpg
  • tjmg.png
  • UE.jpg