CAMPANHA HUMANIZAR A PENA. PROMOVER A VIDA JÁ ENTREGOU QUASE 40 MIL MÁSCARAS PARA A PREVENÇÃO DO CORONAVÍRUS

Iniciativa da AVSI Brasil e FBAC, cofinanciada pela União Europeia,

 tem como meta a produção de 350 mil máscaras

Com um mês e meio de lançamento, a campanha Humanizar a pena. Promover a vida já produziu, até o momento, 54.124 máscaras para a prevenção da Covid-19. Deste montante, 37.348 unidades já foram entregues para as comunidades do entorno das APACs que participam da ação. Aproximadamente 400 recuperandos e recuperandas de 23 APACs dos estados de Minas Gerais e do Maranhão produzirão 350 mil máscaras. A campanha é uma realização da Associação Voluntários para o Serviço Internacional (AVSI Brasil) e da Fraternidade Brasileira de Assistência aos Condenados (FBAC) e faz parte do projeto “Más allá de las Fronteras”, que destinará R$ 350 mil para as APACs envolvidas.

Os recursos vêm da União Europeia, através do Instrumento Europeu para a Promoção da Democracia e dos Direitos Humanos (IEDDH), e estão sendo utilizados para a compra de máquinas de costura e equipamentos de higienização e esterilização das máscaras, além da matéria-prima. O projeto conta com a parceria dos Tribunais de Justiça de Minas Gerais e do Maranhão, o Ministério Público de Minas Gerais, o Instituto Minas Pela Paz e Secretaria de Estado de Administração Penitenciária do Maranhão.

“As máscaras estão sendo entregues para as comunidades do entorno das APACs, Secretarias de Saúde, asilos, órgãos públicos e instituições beneficentes, além de servirem para a proteção dos próprios recuperandos e funcionários das APACs”, explica Jacopo Sabatiello, vice-presidente da AVSI Brasil.

No início de julho, a iniciativa ganhou novo fôlego com um aporte financeiro de R$ 800 mil, vindo da Conferência Episcopal Italiana (CEI), que beneficiará 10 APACs de Minas Gerais na compra de insumos e equipamentos de proteção, permitindo uma nova frente de atuação na prevenção da pandemia do novo coronavírus entre a população carcerária. Essas unidades centralizarão as aquisições e beneficiarão as demais APACs do estado.

Ação contra os maus tratos

Junto com a campanha “Humanizar a pena, promover a vida”, a AVSI e a FBAC pretendem divulgar o Método APAC, modelo comprovado na recuperação de condenados à privação de liberdade, e denunciar os maus tratos a que são submetidas as pessoas privadas de liberdade no sistema prisional comum. “Infelizmente, ainda hoje, dados da realidade penitenciária revelam casos de superlotação, ausência de atividades educacionais e formativas e, em muitos casos, tortura física e psicológica. Nesse contexto, as prisões configuram-se como ambientes inseguros que ameaçam o direito à vida e à integridade física e mental das pessoas privadas de liberdade”, diz Sabatiello, da AVSI.

O chamado Método APAC é uma alternativa ao sistema prisional comum. Sem perder de vista a finalidade punitiva da pena, a APAC acredita que a humanização das prisões contribui para a reintegração bem-sucedida do egresso na sociedade. Há indicadores que comprovam isso, como o baixo índice de reincidência: nas APACs, a taxa de reincidência é de até 15% entre os recuperandos homens e mulheres. No sistema comum, esse número varia entre 80 e 85%.

Sobre a AVSI Brasil

A AVSI Brasil é uma organização brasileira, sem fins lucrativos, constituída em 2007, para contribuir na melhoria das condições de vida de pessoas que vivem em situações de vulnerabilidade. É vinculada ao contexto internacional por meio da parceria com a Fundação AVSI, ong de origem italiana que atua no Brasil desde os anos 1980 e que estimulou a criação da AVSI Brasil.

Para realizar seus projetos, a AVSI Brasil constrói parcerias com empresas, setor público, organizações da cooperação internacional e pessoas físicas. No último ano, a AVSI Brasil desenvolveu mais de 30 projetos, beneficiando diretamente 387.000 pessoas, com o investimento social de R$ 37,5 milhões em 8 áreas transversais alinhadas a 14 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável: Água e Segurança Alimentar; Cidades Inclusivas e Resilientes; Energia e Ambiente; Justiça e Prevenção da Violência; Migrações; Parcerias Multissetoriais; Socioeducativo; Trabalho e Crescimento Econômico.

Sobre a FBAC

A Fraternidade Brasileira de Assistência aos Condenados (FBAC) é uma entidade civil de direito privado, sem fins lucrativos, que mantém a sua sede em Itaúna (MG). Ela tem a missão de congregar as APACs do Brasil, assessorar as APACs do exterior, manter a unidade de propósitos das associações, além de orientar, assistir, fiscalizar e zelar pelo fiel cumprimento da metodologia, modelo de gestão e normas de disciplina e segurança das APACs. Tem, ainda, a tarefa de orientar e fiscalizar a correta aplicação da metodologia, além de organizar congressos, seminários e ministrar cursos de capacitação e treinamento para funcionários, voluntários, recuperandos e autoridades. Está filiada à Prison Fellowship International (PFI), organização consultora da ONU para assuntos penitenciários, presente em mais de 120 países.

O projeto Más Allá de las Fronteras

Desde novembro de 2017, a AVSI Brasil e FBAC iniciaram o projeto Más Allá de Las Fronteras, que tem como objetivo contribuir para o fortalecimento da sociedade civil no combate a atos de tortura, maus-tratos, penas cruéis, desumanas e degradantes, através da consolidação/expansão do método APAC em 3 países latino-americanos: Chile, Costa Rica e Paraguai. O projeto é cofinanciado pela da União Europeia a partir do Instrumento Europeu para a Promoção da Democracia e dos Direitos Humanos (IEDDH).

CAMPANHA HUMANIZAR A PENA. PROMOVER A VIDA RECEBE APOIO DA CONFERÊNCIA EPISCOPAL ITALIANA

Pelo acordo, AVSI Brasil receberá um aporte de 800 mil reais, que serão destinados às APACs de Minas Gerais

A campanha Humanizar a pena. Promover a vida ganha mais uma parceria com a contribuição financeira da Conferência Episcopal Italiana (CEI), que beneficiará as APACs de Minas Gerais na compra de insumos e equipamentos de proteção, permitindo uma nova frente de atuação na prevenção da pandemia do novo coronavírus na população carcerária.

A AVSI Brasil foi contemplada com cerca de 800 mil reais que serão repassados para 10 APACs em Minas Gerais que já estão inseridas na iniciativa de produção de máscaras. Elas centralizarão as aquisições e beneficiarão as demais unidades do estado, numa perspectiva que estimula a solidariedade e a cooperação entres as APACs.

Durante as celebrações da Semana Santa de 2020, o Papa Francisco fez um apelo sobre a atenção às populações mais vulneráveis social e economicamente, e neste grupo se encontram as pessoas em cumprimento de pena de privação de liberdade. A Conferência Episcopal Italiana, sensibilizada pela pandemia da Covid-19 e atendendo ao chamado do Papa Francisco, disponibilizou uma linha de financiamento emergencial com o objetivo de prestar apoio financeiro para o enfrentamento à pandemia, especialmente no que se refere às ações de prevenção à propagação da doença nas regiões do planeta onde se concentram as maiores vulnerabilidades.

Jacopo Sabatiello, vice-presidente da AVSI, explica que essa nova parceria é extremamente importante, pois vai permitir a ampliação das ações de prevenção à Covid-19 para as pessoas privadas de liberdade. “Está prevista a compra de sabonete líquido, álcool em gel, luvas, óculos de proteção, ou protetores faciais, botas, termômetro infravermelho e outros equipamentos voltados para a prevenção da doença, além de um aporte adicional em insumos e equipamentos para confecção das máscaras de proteção que estão sendo produzidas nas unidades”.

A Fraternidade Brasileira de Assistência aos Condenados – FBAC, órgão que congrega e orienta a aplicação da metodologia nas APACs, é parceira da AVSI na execução deste projeto.

Conferência Episcopal Italiana

A Conferência Episcopal Italiana (CEI) é a conferência episcopal dos bispos italianos da Igreja Católica, a assembleia oficial dos bispos na Itália. A CEI já é parceira da AVSI em iniciativa de apoio às APACs no Brasil desde 2018, financiando projeto com objetivo de promover o salto de escala do método APAC como política pública, através da capacitação humana e profissional dos recuperandos.

Fonte: AVSI Brasil

 

Superando o desafio do isolamento social, APAC de Viana/MA promove encontro virtual com voluntários

Segundo Valdeci, Diretor Geral da FBAC, o voluntário é a alma da APAC. Sua presença, apoio e amor confrontam o recuperando a uma mudança radical de vida. “Nada substitui a presença do voluntário na APAC.” Disse Valdeci inúmeras vezes. Nono elemento da espiritualidade APAC, o voluntário exerce um papel fundamental no processo de recuperação.

Por isso as APAC realizam anualmente curso para os voluntários e organizam encontros periodicos de espiritualidade, partilha de experiências e planejamento de atividades. Porém, todas as atividades com os voluntários foram, subitamente, interrompidas pela pandemia que assola o mundo todo. Diante deste desafio a APAC de Viana já organizou dois encontros para seus voluntários, sendo o segundo no último dia 15 de julho.

O momento iniciou com a espiritualidade, conduzida por Irmã Cristina, presidente da APAC de Viana. Baseada na reflexão bíblica do Evangelho de Mateus, capítulo 19, versículos de 16 a 30, Irmã Cristina refletiu destacando alguns questionamentos, tais como: Quem sou eu? Quem sou eu para Deus? Qual minha missão neste mundo.

“Vocês são muito importantes para nossa APAC. Ainda que não estejam presentes fisicamente, devido ao distanciamento social, podem contribuir, com vossas orações e apoio. É importante que os recuperandos saibam que não foram abandonados e que todos, aguardam ansiosamente pelo fim da pandemia para retornar ao seu apostolado.” Disse Irmã Cristina.

Após a reflexão os voluntários partilharam sobre suas impressões, dificuldades e expectativas. “Esta reunião foi muito proveitosa e extremamente esclarecedora, neste momento difícil que estamos vivendo. Faz-se necessário que tenhamos um meio de comunicação eficaz, como esse, que nos atualiza e incentiva e reanima nosso caminhar em prol dos recuperandos.” Disse Elisangela Santos, voluntária da Valorização Humana.

“Ouvir Irmã Cristina, me fez refletir sobre a seguinte pergunta: Quem sou eu para os outros? Percebi que às vezes sou muito importante para as pessoas, mas muitas vezes as pessoas não eram tão importantes para mim, ou seja, eu não me importava com ninguém. Por isso preciso sair de minha zona de conforto! E o voluntariado na APAC abraça esta proposta. Contem comigo!” Exclamou Ismael Mendes, voluntário da Espiritualidade.

A APAC de Viana agradece imensamente a todos os voluntários que participaram deste encontro virtual e espera que todos partissem do próximo, nos animando, fortalecendo e ajudando para juntos superarmos esta pandemia. Estamos juntos! Administrativo da APAC de Viana

Recuperandos da APAC de São João del-Rei compõem samba sobre liberdade

Em dezembro de 2019, o cantor paulista Thiago de Souza realizou uma dinâmica musical - chamada "por música" - de composição coletiva. Em 2 horas, Thiago e um grupo de recuperandos do regime fechado compuseram a canção "Em busca da liberdade". Samba animado! 

" A liberdade mora onde menos se espera Até dentro de uma cela, ela pode se encontrar " (trecho)
A música foi gravada na voz de Edinho Silva, no Estúdio Moby em Campinas.

Thiago conheceu nossa instituição pouco antes de compor a música. Em entrevista, ele conta um pouco da sua experiência na APAC:

De onde veio a inspiração de compor com os recuperandos da APAC?
"Tenho uma dinâmica musical chamada “por música” que oferece a oportunidade de grupos vivenciarem a experiência de comporem juntos uma música em 2 horas. Achei que seria uma experiência diferente, tanto pra mim, como para os recuperandos. E foi, de fato."

Como foi a experiência?
"Foi muito legal. Existe um respeito muito grande entre eles e com quem visita a APAC, e talvez meu maior desafio tenha sido o de fazer com que eles esquecessem que eu era um visitante. Pra fazer uma música de maneira coletiva é preciso existir sintonia e confiança, senão não rola. E foi isso que aconteceu, eu fiz parte daquele grupo de homens por uma manhã."

"Ver que há possibilidade de recuperar as pessoas é algo que precisamos mostrar ao mundo. Acho que o sistema de trabalho empreendido APAC deveria ser a maioria, não exceção."

João Justino, jornalista da APAC de São João del Rei

APAC de Inhapim combate a pandemia com criatividade e ousadia

A APAC de Inhapim, desde o início da pandemia, viu-se compelida a fazer algo para contribuir com a sociedade na luta contra este grande mal que aflige a todos. Desta forma a APAC firmou parceria com as prefeituras de Inhapim e São Domingos das Dores para a produção máscaras e capotes de proteção.

Com máquinas de costura, emprestadas pelo CRAS de Inhapim e os insumos das prefeituras, a APAC já produziu cerca de 2500 máscaras e 200 capotes de proteção, que foram doados para as prefeituras parcerias, para o CRAS, para o Asilo de Inhapim, para os recuperandos, familiares e funcionários da APAC.

“Esse projeto representa para nós e para todos os recuperandos, um grande avanço em sua recuperação, principalmente para aqueles que estão à frente da confecção das máscaras e capotes. Foi fruto de uma parceria entre as Secretarias de Saúde das prefeituras de Inhapim e São domingos das Dores, com grande apoio e incentivo de nossa juíza, Dra. Sibele Cristina Lopes de Sá Duarte, a quem agradecemos imensamente por sua presença e suporte. Sem ela esse projeto não teria sido possível. Estamos felizes por estar contribuindo no combate a esta pandemia que aflige todo o mundo e temos a fé, que juntos superaremos este momento de dificuldade que atravessamos como humanidade.” Disse Sr. Ueslei Guidini Pereira, presidente da APAC de Inhapim.

A APAC de Inhapim foi fundada em 18 de junho de 2003. Com capacidade para acolher 80 recuperandos, 60 no regime fechado e 20 no regime semiaberto, a APAC conta com uma terapêutica intensa, baseada na valorização humana. Com uma rotina diária que inicia às 6 da manhã e finaliza ás 22 horas, todos os detentos estudam, trabalham e são corresponsáveis de sua própria recuperação.

APAC de Campo Belo doa máscaras para Vila Vicentina

Doação de 540 máscaras para a Vila Vicentina Furtado de Menezes

 

Pr. Walter, presidente da APAC, entrega máscaras para Vila Vicentina.

 

As máscaras foram confeccionadas pelos recuperandos da APAC de Campo Belo, em parceria com a AVSI Brasil e a FBAC, utilizando recursos da União Européia, com o apoio do TJMG, MPMG, Instituto Minas Pela Paz, Tribunal de Justiça do Maranhão, Sistema Penitenciário do Maranhão e Corregedoria Geral de Justiça do Maranhão.

Essa ação faz parte de um grande projeto que envolve 23 APACs de Minas Gerais e do Maranhão e que tem como objetivo produzir 350 mil máscaras para o enfrentamento do coronavírus, para serem doadas para Instituições e comunidades do entorno da APAC,

Assim, recuperandos e recuperandas mostram-se solidários com a sociedade, aprendem um ofício e usam melhor o seu tempo de confinamento, visando a ressocialização.

Com o tema "HUMANIZAR A PENA, PROMOVER A VIDA", essa campanha também tem como objetivo divulgar os benefícios do Método APAC e sensibilizar sobre as condições a que podem ser submetidas as pessoas no sistema prisional comum.

APAC Arcos distribui máscaras de proteção para instituições da cidade

Máscaras de Proteção estão sendo produzidas na Instituição pelos recuperandos do regime fechado

No dia 14 de Julho a APAC Arcos iniciou a distribuição das máscaras de proteção para o enfrentamento do coronavírus que estão sendo produzidas na Instituição pelos recuperandos do regime fechado.

De início estão sendo produzidas cerca de 20.000 unidades que serão destinadas a doação para a sociedade arcoense (Instituições Beneficentes, FUMUSA, PSF’s, Santa Casa, CRAS, CREAS, Hospital Municipal entre outras).

A entrega realizada hoje foi para o CREAS representado pelo Sr. Bruno César Campos o presidente da APAC Arcos Humberto de Lima Rocha fez a entrega acompanhado por um dos recuperandos que faz parte do Projeto.

Depoimento do recuperando: “Meu nome é Philipe Augusto Ferreira Leal, tenho 30 (trinta) anos, e cumpro minha pena de 14 anos e 10 meses na APAC de Arcos Minas Gerais.

Para mim, está sendo de grande valia participar deste projeto neste momento tão difícil que vive a humanidade. É muito importante poder ajudar a sociedade distribuindo máscaras para a proteção de todos, em especial para os que estão vinculados às instituições para as quais estamos fazendo as doações, instituições estas que tanto ajudam o nosso município.

Fico extremamente feliz em saber que hoje posso cooperar para a prevenção de cada colaborador e de cada voluntário dessas instituições.

Agradeço a Deus e a todos que estão envolvidos neste projeto, por me concederem essa oportunidade de ajudar. Me sinto bem em saber que, mesmo estando cumprindo uma pena, posso colaborar para que a Covid -19 não se propague.

Fonte: Arcos Notícias

APAC de Santa Maria combate à pandemia com dedicação e empenho

Desde que a pandemia começou, todos na APAC de Santa Maria (recuperandos, familiares, funcionários e voluntários) se sentiram compelidos a fazer algo para contribuir na luta contra a COVID-19. Desta forma, a família de um recuperando emprestou as máquinas de costura para a instituição e, com doações da prefeitura e da farmácia Santa Maria Eterna, a APAC iniciou a confecção de máscaras.

Além de utilizar as máscaras para funcionários e recuperandos, a APAC começou a doar para familiares e diversas instituições da cidade. A primeira doação foi para o hospital Santa Maria Eterna. “Estamos felizes em receber as doações. Que Deus abençoe todos vocês.” Disse Neirivam Honorato Braga, primeiro secretário do hospital.

Máscaras foram doadas para o Fórum da cidade e para o Asilo Cônego Lafaiete da Costa Coelho. No asilo, a coordenadora do Programa disse que estava muito feliz porque a APAC havia lembrado dos idosos, muitas vezes esquecidos e abandonados.

A APAC percebeu que poderia avançar mais. Desta forma intensificou a produção de máscaras e doou também para outros setores públicos da comunidade: Secretaria Municipal de Saúde, Polícia Militar, Polícia Civil e até mesmo para cidades vizinhas.

“O fornecimento de máscaras para os diversos setores públicos de nossa comunidade, e até mesmo de cidades vizinhas valorizam, sem sombra de dúvidas, a missão humanitária que é desenvolvida pela APAC, ocasionando pleno reconhecimento e apoio "palpável" em relação à mesma. Este ato tem proporcionado comentários altamente favoráveis à nossa APAC, até mesmo por parte de pessoas, antes céticas, que hoje acreditam, apoiam e aplaudem o nosso trabalho. Estamos gratos a Deus pela oportunidade de estarmos juntos de nossa comunidade neste momento de dificuldades! Somos todos recuperandos! Estamos juntos! Deus é a recompensa!” Disse Sr. João Bosco, presidente da APAC de Santa Maria do Suaçui.

No final de junho, a APAC recebeu insumos e máquinas novas: duas Overloques, uma Galoneira e uma Reta. Com isso a APAC almeja produzir vinte mil máscaras.

A ampliação da confecção de máscaras é fruto do Projeto “Humanizar a Pena”, celebrado entre a Fraternidade Brasileira de Assistência aos Condenados, a Associação Voluntários para o Serviço Internacional (AVSI Brasil) e a União Europeia, a fim de proporcionar maquinário e insumos para que as APACs possam contribuir no combate à pandemia. O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) é parceiro da iniciativa, assim como o Ministério Público de Minas Gerais, o Instituto Minas pela Paz e o Tribunal de Justiça do Maranhão.

A missão da APAC consiste em Recuperar o Preso, Promover a Justiça Restaurativa, Proteger a Sociedade e Socorrer as Vítimas. Neste sentido os esforços da APAC de Santa Maria do Suaçui concorrem para realizar plenamente sua missão, visto que através da confecção das máscaras os recuperandos encontram uma oportunidade de tornar-se cidadãos úteis, contribuindo efetivamente para toda a sociedade.  

A FBAC parabeniza todos os recuperandos, familiares, funcionários e voluntários da APAC de Santa Maria do Suaçui por sua iniciativa, empenho e dedicação. Estamos juntos!

APAC de Porto Alegre inicia confecção de máscaras

A APAC de Porto Alegre/RS - Partenon, que tem como um de seus pilares a valorização humana, visando fomentar a qualificação profissional dos recuperandos, adquiriu máquinas de costura e matéria-prima para a fabricação de máscaras reutilizáveis de proteção ao enfrentamento do Coronavírus e a para confecção de lençóis para os alojamentos.

A aquisição foi realizada com recursos do Poder Judiciário, por meio da Vara de Execuções de Penas e Medidas Alternativas de Porto Alegre - VEPMA. O projeto se justifica de forma a utilizar a mão de obra prisional para prevenir os riscos de contaminação da COVID-19, oportunizando aos recuperandos ocupação produtiva, aprendizagem de novas habilidades manuais, fomentando a inclusão nas oficinas de produção voltadas ao bem coletivo da APAC e da sociedade de um modo geral, de forma a contribuir com a saúde pública e a higiene local. Esta nova atividade também evita a ociosidade enquanto durar a restrição das visitas dos familiares e dos voluntários da APAC, em razão da pandemia de coronavírus.

Nesta sexta-feira, dia 03 de Julho de 2020, recebemos as máquinas de costura e matéria-prima, dando início oficialmente a Oficina de Corte e Costura na APAC de Porto Alegre.

Neste sentido, agradecemos a sempre presente parceria do Poder Judiciário com a implementação do método APAC no Rio Grande do Sul, especialmente na nossa APAC Porto Alegre, na pessoa do Juiz Dr. Luciano André Losekann.

 

FBAC homenageia Des. Nelson Missias

No dia 25 de março, a Fraternidade Brasileira de Assistência aos Condenados (FBAC), homenageou o Des. Nelson Missias de Moraes, com a Comenda "Ordem do Mérito Penitenciário", outorgada pela FBAC, em reconhecimento pelos relevantes serviços prestados à causa da recuperação do preso e contribuição ao processo de expansão e consolidação do Método APAC.

"Esta foi uma justa homenagem, pois Des. Nelson Missias não tem medido esforços para contribuir na edificação das APACs no Estado de Minas Gerais. Nos últimos anos contribuiu decisivamente para a ampliação das APACs, destinando recursos de Penas Pecuniárias, seja para a construção de novos Centros de Reintegração Social, seja para reforma daqueles que já estão em funcionamento, ou para aquisição de maquinários para as Unidades Produtivas. Queremos expressar a Des. Nelson Missias nossa profunda gratidão e eterna amizade."

A Comenda foi entregue, durante a inauguração da extensão do CRS da APAC de Patos de Minas, por Valdeci Ferreira, Diretor Geral da FBAC e Dr. Luiz Carlos Rezende e Santos, Jjuiz auxiliar da Presidência do TJMG, Coordenador do Programa Novos Rumos e Presidente do Conselho de Administração da FBAC.  

Des. Nelson Missias disse que se sentia honrado em receber a Comenda. "Eu participo desta metodologia APAC há mais de 20 anos. Ela é importante porque podemos devolver para a sociedade, as pessoas que dela saíram, muito melhores, porque aprendem um trabalho, uma profissão. Retornam para seus familiares e recomeçam suas vidas. Nas APACs acolhemos os prisioneiros e lhes damos uma segunda chance para reconstruir suas vidas." Disse Des. Nelson Missias. 

Em agosto de 2019, Des. Nelson Missias anunciou a liberação de R$ 19.163.800,00, provenientes de penas pecuniárias, para investimentos na construção, ampliação e manutenção de APACs no Estado de MG. Estes recursos foram destinados às APACs com objetivo de adquirir maquinários para as unidades produtivas, bem como para proporcionar construção e ampliação dos Centros de Reintegração Social.

Segundo Valdeci, estes recursos estão permitindo um aprimoramento da aplicação da metodologia no regime semiaberto das APACs beneficiadas, visto que através do maquinário proveniente destes recursos, recuperandos estão sendo profissionalizados e preparados para o mercado de trabalho em várias áreas: panificação, confeitaria, marcenaria, carpintaria, confecção de blocos e afins. Além disso, este recurso permitiu um aumento de vagas nas APACs já existentes e a inauguração de novas unidades.

Em agosto de 2019, Des. Nelson Missias anunciou a liberção de R$ 19.163.800,00, provenientes de penas pecuniárias, para investimentos na construção, ampliação e manutenção de APACs no Estado de MG. Estes recursos foram destinados às APACs com objetivo de adquirir maquinários para as unidades produtivas, bem como para proporcionar construção e ampliação dos Centros de Reintegração Social.

Segundo Valdeci, estes recursos estão permitindo um aprimoramento da aplicação da metodologia no regime semiaberto das APACs beneficiadas, visto que através do maquinário proveniente destes recursos, recuperandos estão sendo profissionalizados e preparados para o mercado de trabalho em várias áreas: panificação, confeitaria, marcenaria, carpintaria, confecção de blocos e afins. Além disso, este recurso permitiu um aumento de vagas nas APACs já existentes e a inauguração de novas unidades.

Sistema Fecomércio MG, Sesc e Senac e APAC produzem máscaras de pano para proteção contra a Covid-19

As máscaras são grandes aliadas para evitar a proliferação da Covid-19. Devido à importância desse equipamento, diversas ações estão sendo realizadas para reforçar, junto à sociedade, sua necessidade em tempos de pandemia. Entre elas, a determinação da obrigatoriedade de uso desse material em diversas cidades do mundo. No entanto, diante das desigualdades sociais, muitas pessoas não possuem condições de adquiri-las.

Pensando nisso, o Sistema Fecomércio MG, Sesc e Senac iniciou um projeto com a Associação de Proteção e Assistência ao Condenado (APAC) em Minas Gerais, que está produzindo cerca de 100 mil máscaras de pano. Parte desse material ficará com a APAC e a outra será destinada para os 43 sindicatos filiados representados pela Fecomércio MG, que irão enviá-las para doação.

A construção dessa iniciativa só foi possível graças à disponibilidade de mão de obra dos internos da APAC e do Sistema, com o Sesc doando todo o material (tecido, linhas e elásticos) e emprestando 18 máquinas de costura para a confecção das máscaras. A ação com a APAC é apoiada pelo Instituto Minas Pela Paz, Brazil Foundation, Fraternidade Brasileira de Assistência aos Condenados (FBAC) e Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG).

A presidente interina da Fecomércio MG, Maria Luiza Maia Oliveira, explica que o Sistema já desenvolve há anos atividades sociais nas APACs do Estado. Entre elas, o apoio do programa Rede de Carreiras, um serviço gratuito prestado pelo Senac em Minas que auxilia profissionais e empresas em processos de recolocação e seleção para o mercado de trabalho.

“O Sistema Fecomércio MG tem atuação ampla no Estado, prestando auxílio ao empresário e à sociedade. Por isso, temos orgulho de fazer parte de projetos sociais. A APAC é um projeto maravilhoso e que apresenta bons resultados na recuperação e reintegração social. Com esse projeto de produção das máscaras, incentivamos a empatia e oferecemos oportunidade de acesso e uso de um equipamento de segurança essencial para este momento”, orgulha-se Maria Luiza.

Para o diretor de Programas Sociais, Serviços e Operações do Sesc em Minas, Grijalva Duarte, o projeto tem como objetivo ajudar tanto a sociedade civil como os internos da APAC. “O Sesc em Minas e as demais entidades que compõem o Sistema conseguem ser agentes de transformação social na vida desses internos e das pessoas em vulnerabilidade social, que não possuem condições de adquirir uma máscara”, enfatiza.

O gerente de Projetos do Instituto Minas Pela Paz, Enéas Alessandro Melo, considera que a ação solidária é uma forma dos recuperandos contribuírem com a sociedade em um momento tão delicado devido ao novo coronavírus. Ele ressalta ainda que o trabalho diferenciado feito pelas unidades da APACs em Minas está sendo reconhecido em outras partes do país. “O instituto trabalha na mobilização dos parceiros para qualificação profissional dos recuperandos e no fortalecimento das unidades produtivas das APACs. Com esse projeto, os internos conseguem praticar um ofício e auxiliar a comunidade”, explica Melo.

Participam da ação as APACs femininas de Conselheiro Lafaiete e Pouso Alegre, e as masculinas de Santa Luzia, Campo Belo, São João del-Rei, Manhuaçu e Caratinga.

Fonte: Sistema Fecomércio MG

APAC de Itapecuru Mirim recebeu máquinas para confecção de máscaras

A Associação de Proteção aos Condenados (APAC) de Itapecuru-Mirim recebeu, na quarta-feira, 1º de julho, máquinas e acessórios de costura para utilizar na produção de máscaras de proteção contra a Covid-19, que serão confeccionadas pelos recuperandos que cumprem pena na entidade e doadas para hospitais, creches, asilos, secretarias municipais, diversas entidades e para a população mais carente.


A APAC recebeu seis máquinas, duas overloques, uma galoneira, duas de costura reta e uma de corte, além de tecidos, tesouras e plásticos. O material foi adquirido com recursos da União Europeia, no valor de R$15 mil reais, por meio do Projeto “Humanizar a Pena, Promover a Vida”. O projeto foi lançado em São Luiz no dia 16 de junho. É uma parceria entre a Associação Voluntários para o Serviço Internacional (AVSI Brasil), a Fraternidade Brasileira de Assistência aos Condenados (FBAC), as Associações de Proteção e Assistência aos Condenados (APACs) e a União Europeia, a fim de proporcionar recursos e condições para que as APACs possam contribuir no combate à pandemia.


“Eles ficaram muito animados e alegres por saberem que eles contribuem para salvar muitas vidas com a fabricação das máscaras e que a população fica agradecida”, declarou a vice-presidente da APAC e secretária municipal de saúde, Teresa Muniz, que recebeu os equipamentos.


“De fato, estou feliz porque essa atitude que tomamos tem alcançado famílias mais carentes de Itapecuru que não têm condições de comprar máscaras para se proteger". Disse um recuperando que cumpre pena na APAC.


Segundo a juíza da 2ª vara de Itapecuru-Mirim, Mirella Freitas, a ação tem auxiliado na mudança da percepção que a população tem das pessoas privadas de liberdade. “É preciso que não se veja a prisão como um espaço de vingança, mas sim como um espaço de regeneração do ser humano.”


A Campanha Humanizar a Pena, Promover a Vida foi lançada no dia 16 de junho, com o apoio do Tribunal de Justiça do Maranhão, Corregedoria Geral da Justiça, Escola Superior da Magistratura, Fraternidade Brasileira de Assistência aos Condenados (FBAC) e Secretaria Estadual e Administração Penitenciária (SEAP). Durante a campanha, a população foi informada sobre a metodologia APAC, modelo eficaz para ressocialização de apenados, com sete unidades instaladas nos municípios de São Luís, Imperatriz, Pedreiras, Timon, Itapecuru-Mirim, Bacabal e Viana.

 

Mais informções: TJMA e AVSI BRASIL

Fotografia: AVSI Brasil

 

Outras notícias

FBAC PARTICIPA DO FÓRUM VIRTUAL DA REGIÃO LATINO-AMERICANA – SINERGIA 2021

26-05-2021

  Nos dias 25 e 26 de maio, a Prison Fellowship International (PFI) realizou o Fórum...

Leia mais

FBAC e APACs fazem luto

19-02-2021

FBAC e APACs fazem luto em virtude do falecimento da ex-presidente e voluntária benemérita da...

Leia mais

FBAC realiza I Curso de Conhecimento e Aperfeiçoamento para os recuperandos da APAC de Manhumirim-MG

01-02-2021

Aconteceu no período de 27 a 29 de janeiro de 2021, o I Curso de...

Leia mais

Projeto garante melhoria da produtividade na APAC de Manhuaçu

21-01-2021

A APAC está presente em Manhuaçu e viabiliza a recuperação e a reintegração social de condenados....

Leia mais

Nova unidade da Apac de Ituiutaba é inaugurada por Gilson Lemes

05-11-2020

O presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), desembargador Gilson Soares Lemes, inaugurou...

Leia mais

DEPEN E DEPEN-MG na APAC de SJDR para acompanhar aquisição de equipamentos de saúde

18-10-2020

Na quarta-feira (07), recebemos servidores do Departamento Penitenciário Nacional e de Minas Gerais (DEPEN/DEPEN-MG). Os...

Leia mais

APAC de Perdões inaugura sala de informática

19-08-2020

APAC de Perdões recebe visita do Diretor Geral da FBAC, Valdeci Ferreira, e inaugura sala...

Leia mais

APAC de Rio Piracicaba enfrenta pandemia com criatividade e muito trabalho

03-08-2020

O mês de Julho foi especial na APAC feminina de Rio Piracicaba, devido às diversas...

Leia mais

APACs DE FRUTAL DOAM MÁSCARAS PARA ASILO PIO XII

30-07-2020

A APAC (Associação de Proteção e Assistência aos Condenados de Frutal) colabora com o Asilo...

Leia mais

CAMPANHA HUMANIZAR A PENA. PROMOVER A VIDA JÁ ENTREGOU QUASE 40 MIL MÁSCARAS PARA A…

28-07-2020

Iniciativa da AVSI Brasil e FBAC, cofinanciada pela União Europeia,  tem como meta a produção de...

Leia mais

APAC de Inhapim combate a pandemia com criatividade e ousadia

17-07-2020

A APAC de Inhapim, desde o início da pandemia, viu-se compelida a fazer algo para...

Leia mais

APAC de Campo Belo doa máscaras para Vila Vicentina

15-07-2020

Doação de 540 máscaras para a Vila Vicentina Furtado de Menezes   Pr. Walter, presidente da APAC,...

Leia mais

APAC Arcos distribui máscaras de proteção para instituições da cidade

15-07-2020

Máscaras de Proteção estão sendo produzidas na Instituição pelos recuperandos do regime fechado No dia 14...

Leia mais

APAC de Santa Maria combate à pandemia com dedicação e empenho

10-07-2020

Desde que a pandemia começou, todos na APAC de Santa Maria (recuperandos, familiares, funcionários e...

Leia mais

APAC de Porto Alegre inicia confecção de máscaras

06-07-2020

A APAC de Porto Alegre/RS - Partenon, que tem como um de seus pilares a...

Leia mais

FBAC homenageia Des. Nelson Missias

05-07-2020

No dia 25 de março, a Fraternidade Brasileira de Assistência aos Condenados (FBAC), homenageou o...

Leia mais

Sistema Fecomércio MG, Sesc e Senac e APAC produzem máscaras de pano para proteção contra…

03-07-2020

As máscaras são grandes aliadas para evitar a proliferação da Covid-19. Devido à importância desse...

Leia mais

APAC de Itapecuru Mirim recebeu máquinas para confecção de máscaras

02-07-2020

A Associação de Proteção aos Condenados (APAC) de Itapecuru-Mirim recebeu, na quarta-feira, 1º de julho,...

Leia mais

Mantena inaugura primeira etapa de construção da APAC

30-06-2020

A comunidade de Mantena, na região mineira do Rio Doce, deu um importante salto para...

Leia mais

APAC de São João del Rei completa 12 anos

29-06-2020

Neste sábado, dia 27 de junho, a APAC de São João del-Rei completou 12 anos...

Leia mais

Pesquisa avalia violência no sistema prisional em Minas

29-06-2020

Os resultados do primeiro estudo de vitimização da violência contra os presos, realizado no Brasil,...

Leia mais

FBAC organizou manhã de Oração e Jejum das APACs

26-06-2020

No dia 26 de junho, com o tema: "Atravessando a noite com Jesus", a FBAC...

Leia mais

FBAC participa de inauguração na APAC de Patos de Minas/MG

26-06-2020

O Diretor Geral da FBAC, Valdeci Antônio Ferreira, e o presidente do Conselho de Administração...

Leia mais

FBAC participa da inauguração da APAC de Patrocínio/MG

26-06-2020

O Diretor Geral da FBAC, Valdeci Antônio Ferreira, e o presidente do Conselho de Administração...

Leia mais

Recuperandos de Apacs produzirão 350 mil máscaras para combate ao coronavírus

18-06-2020

Cerca de 400 recuperandos e recuperandas de 23 Associações de Proteção e Assistência aos Condenados...

Leia mais

Entregue a primeira leva de máscaras pela APAC São João del Rei

16-04-2020

Entregue a primeira leva de máscaras produzida pelos recuperandos da APAC Masculina e Feminina de...

Leia mais

APAC DE FRUTAL PARTICIPA DE MUTIRÃO DA LIMPEZA CONTRA O COVID-19

11-04-2020

Uma equipe de recuperandos do Regime Semiaberto com autorização para o trabalho externo colaborou, de...

Leia mais

APAC DE PASSOS ENFRENTA PANDEMIA COM REFORMA DE HOSPITAL

09-04-2020

A Associação de Proteção e Assistência aos Condenados, APAC, visa recuperar o preso, proteger a...

Leia mais

Parceiros

  • assmg.jpg
  • avsi.jpg
  • avsibrasil.jpg
  • defensoriamg.jpg
  • governoMA.jpg
  • isvor.jpg
  • logogoverno.png
  • melt.jpg
  • MinaspelaPaz.jpg
  • mpmg.jpg
  • Novos rumos.jpg
  • seapmg.jpg
  • senac.jpg
  • sociedadebiblicadobrasil.JPG
  • tioflavio.jpg
  • tjma.jpg
  • tjmg.png
  • UE.jpg